Diariamente, uma pessoa perde 120 fios de cabelo dos aproximadamente 150 000 que tem no couro cabeludo. Quando você perde mais que isso, seja pela casa, no ralo do banheiro, na escova ou pente de cabelo, a situação começa a ficar preocupante. O ideal é que ao detectar essa grande perda de fios, você busque ajuda especializada.

Se houver a indicação de uma cirurgia de transplante capilar, ela deve ser feita por um cirurgião plástico especializado no assunto. Para desvendar os segredos de como funciona a cirurgia, vamos explicar o passo a passo do procedimento.

Em um primeiro momento, o cirurgião plástico fará uma marcação da área doadora e da área receptora. Um fragmento do couro cabeludo é retirado da área doadora através de uma pequena incisão que ficará escondida sob os fios. Então, o fragmento de couro cabeludo é levado aos microscópios para visualizar os folículos capilares e separar as unidades foliculares.

Enquanto ocorre essa separação, a área receptora é preparada com orifícios feitos por microlâminas. Então, as unidades foliculares são inseridas através de pinças, respeitando a angulação capilar do paciente. De acordo com a área a ser transplantada, a cirurgia pode demorar um tempo maior, mas o paciente recebe alta no mesmo dia, utilizando curativos e um boné para proteger a área. O pós-operatório é tranquilo e indicado pelo cirurgião plástico.