Obter uma cicatriz inestética é um dos fatores que preocupam as pacientes que realizam uma cirurgia plástica nas mamas

Se você pensa em passar por uma mamoplastia de aumento, com próteses de silicone, sabe que essa cirurgia plástica gera uma cicatriz. A localização é definida através da via de inserção dos implantes, mas o que faz a diferença na qualidade estética da cicatriz está relacionado ao histórico da paciente.

A tendência à cicatriz pode ser analisada em sua primeira consulta, considerando o histórico da paciente. Se em outras ocasiões as cicatrizes se tornaram queloides ou hipertróficas, a disposição dessa paciente em ter novas cicatrizes com aspecto indesejado são maiores. Comumente, a pele clara possui menor tendência à complicação cicatricial, ao passo que a pele de pessoas morenas ou orientais a disposição é maior.

Como conseguir uma cicatriz de boa qualidade?

Se a via de inserção for a axilar, a cicatriz é naturalmente escondida nas dobras da região. Se for via areolar, ela ficará oculta na transição entre a aréola e a pele da mama. Já na técnica de inserção no sulco inframamário, o cirurgião realiza uma incisão na parte inferior dos seios, também na dobra natural da pele.

Os cuidados no pós-operatório também fazem a diferença, como o repouso, evitando forçar a abertura dos pontos, o uso de sutiã modelador e a proteção solar da região que impede que as manchas escuras tornem a cicatriz inestética.