Esclarecemos as principais questões que surgem após uma grande perda de peso

Se você tem dúvidas sobre a realização de uma cirurgia plástica após passar pelo processo de emagrecimento, vamos te ajudar a esclarecer alguns pontos fundamentais sobre o tema. Depois da leitura, compartilhe conosco qual mais te surpreendeu!

Verdade ou mito sobre cirurgia plástica pós emagrecimento? Descubra!

1) A cirurgia plástica vai eliminar o excesso de pele ou remodelar o corpo do paciente.

Verdade. De acordo com a quantidade de peso perdida e a condição da pele, o paciente pode necessitar de uma combinação de cirurgias plásticas para obter um melhor resultado. É importante lembrar que, além da função estética, a cirurgia plástica resolve problemas funcionais, em realizar algumas tarefas do cotidiano.

2) Depois de grandes emagrecimentos, o paciente deve fazer cirurgia plástica corretiva.

Mito. Nem sempre é necessário fazer cirurgia plástica após emagrecer. Cada caso deve ser avaliado criteriosamente pela equipe multidisciplinar responsável pelo tratamento.

3) A mulher pode engravidar após ter passado por uma cirurgia plástica pós-grandes emagrecimentos.

Verdade. Após a liberação médica e o período de recuperação do pós-operatório, não há qualquer contraindicação para que ela engravide. O que pode ocorrer, em alguns casos, é que alguns tecidos podem se distender em locais como abdômen e mamas e causar o desejo de uma nova cirurgia plástica.

4) Em um ano de pós-operatório da cirurgia bariátrica, o paciente, normalmente, engorda, mas mesmo assim a cirurgia plástica pode ser feita.

Mito. Na maioria dos casos, o ganho de peso ocorre quando o paciente não assume hábitos saudáveis, como a adoção de dieta menos calórica e mais nutritiva e a prática de exercícios físicos regulares. É necessário estabilizar o peso do paciente para realizar cirurgias corretivas, com o objetivo de obter melhores resultados.

5) Existe idade limite para a realização de uma cirurgia plástica pós-grandes emagrecimentos.

Mito. A realização ou não do procedimento tem a ver com a condição clínica do paciente através da avaliação de uma equipe multidisciplinar. Se todos os exames estiverem em ordem e permitirem a condição segura de uma cirurgia plástica, a operação será realizada.