A cirurgia plástica, que se disseminou rapidamente no Brasil, tem seu objetivo distorcido por algumas pessoas. É importante salientar que seu principal foco é a melhora na aparência física e na autoestima dos pacientes que se submetem a ela.

Algumas pessoas criam a ilusão de que após realizarem uma plástica todos os seus problemas serão resolvidos. Outros, ainda, acham que conseguirão recuperar um amor perdido, o emprego, ou mesmo alcançar fama, sucesso ou popularidade. É preciso entender que a cirurgia plástica é um procedimento que melhora a estética, mas a personalidade e características pessoais continuarão as mesmas. A mudança na aparência pode trazer como benefício um aumento de autoestima, tornando uma pessoa tímida mais comunicativa, por exemplo, mas não promove milagres.

O resultado da cirurgia, com certeza, trará transformações. Porém, o ideal é buscar o melhor dentro da realidade, sem nutrir expectativas que não serão alcançadas. O médico tem um importante papel nesse momento, já que é ele quem vai mostrar com clareza as possibilidades reais para cada caso.

Enfim, o mais importante é ter em mente que a cirurgia plástica não irá solucionar questões de ordem emocional. O que poderá ocorrer é uma melhora no humor e na autoestima por conta da nova silhueta conquistada, o que, certamente, trará mais qualidade de vida ao paciente. Ele poderá, afinal, desfrutar com mais intensidade os prazeres da vida, livre daquilo que o incomodava antes.