Você já deve imaginar a resposta para essa pergunta, por isso, ao invés de somente respondê-la, vamos justificar os motivos que nos levam a chegar a essa conclusão, ok? Leia atentamente e depois, compartilhe conosco o que achou:

– A avaliação é um momento de tirar suas dúvidas: imagine se você for até a sala de cirurgia com dúvidas sobre o procedimento que decidiu fazer? Você sabe como será o período pós-operatório? Você foi orientada sobre o repouso após a cirurgia? Você expôs ao cirurgião plástico todas as suas expectativas? É nesse momento que o profissional pode te deixar em segurança sobre tudo isso.

– Sua saúde precisa estar em primeiro lugar: é durante a avaliação que o cirurgião plástico realiza uma série de questionamentos que garantem o resultado ideal. É preciso saber sobre seus hábitos de vida, fatores hereditários, além de solicitar exames para análise. Sem esses passos, um bom profissional não dá continuidade ao procedimento.

– Nada substitui uma conversa sincera que estabelece a relação entre médico e paciente. Você pode aproveitar o momento para verificar se ele é realmente profissional na cirurgia plástica que você pretende realizar, se é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e até conversar com outros pacientes.

Então, acho que chegamos a um veredito, né? Não é possível pular essa importante etapa para a realização de sua cirurgia plástica. Solicite quantas consultas achar necessário para sentir toda a segurança que precisa.