O aumento da expectativa de vida gerou uma nova realidade: a procura dos idosos por cirurgias plásticas para eliminar as insatisfações corporais. De acordo com previsões do IBGE, o número de pessoas com mais de 65 anos deve ser de 58,4 milhões e a expectativa de vida deverá passar de 75 anos para 81 em 2060.

Mas você consegue imaginar quais são essas insatisfações? Os homens gostariam de estar mais fortes, e as mulheres, mais magras. Por terem as mentes ainda jovens, eles gostariam que a aparência acompanhasse essa visão do mundo. Outro ponto é que, ao permanecerem no mercado de trabalho, querem manter a aparência jovial para se sentirem bem e conseguirem se manter empregados.

Entre as cirurgias mais buscadas estão o lifting facial (que elimina as marcas de expressão e flacidez do rosto), mamoplastia ou mastopexia (cirurgia nas mamas com ou sem inserção de próteses de silicone), lipoaspiração (para eliminar a gordurinha acumulada) e abdominoplastia (dando fim à temida barriga flácida). O preenchimento facial com toxina botulínica também faz sucesso.

Os riscos ao passar por uma cirurgia plástica na terceira idade devem ser considerados, mas eles dependem das condições de saúde do paciente. Afinal, há idosos com melhores condições de saúde do que jovens. Isso deve ser analisado pelo cirurgião plástico após uma bateria de exames.