A mamoplastia de aumento, redutora ou mastopexia exige um pós-operatório com alguns cuidados específicos

Além de todos os cuidados que você precisa ter ao planejar sua operação, como escolher um cirurgião plástico com experiência no procedimento e tirar todas as dúvidas no pré-operatório, é fundamental se comprometer com o pós-operatório: ele é determinante para um resultado de sucesso. Em alguns casos, como abdominoplastia, o uso de malhas compressivas é indispensável. Quando falamos da mamoplastia, o sutiã pós-cirúrgico é obrigatório.

Entenda porque o sutiã pós-cirúrgico é obrigatório

Ao realizar uma mamoplastia, é natural que haja uma ansiedade por conferir as mudanças nos seios e desfilar por aí com as novas formas, porém, é preciso considerar que a região estará inchada devido ao procedimento. A mama recém-operada precisa de uma sustentação reforçada para que não haja abertura dos pontos ou flacidez até que os músculos se adaptem. A compressão auxilia também na diminuição do edema no local.

Por sua vez, o modelo não pode conter rendas ou aros para não prejudicar a modelagem das mamas ou causar desconforto, até porque será utilizado inclusive para dormir. O ajuste da compressão deve ser indicado pelo cirurgião plástico: nem tão apertado, nem tão frouxo a ponto de não oferecer a sustentação necessária. Nos casos de mamoplastia de aumento, um sutiã pós-cirúrgico adequado garante que os implantes sejam mantidos no lugar correto, sem deslocamento.

É comum que as pacientes tenham dois sutiãs, pois enquanto um está sendo lavado, o outro está em uso. Eles só devem ser retirados durante o banho e você não deve abrir mão de utilizá-los antes da liberação médica.