Ao contrário do que possa parecer, a preocupação com a estética não é exclusividade dos tempos modernos. No caso da rinoplastia, há relatos de seu surgimento por volta de 2500 a.C. na Índia e Egito. É claro que os avanços permitiram uma melhor recuperação ao paciente. Que tal esclarecer 4 informações importantes sobre a rinoplastia?

– A cirurgia plástica no nariz não serve exclusivamente para elevar a ponta: a rinoplastia também permite que o paciente aumente ou diminua as dimensões do nariz, reduza o dorso, ajuste o perfil e, inclusive, reduza as asas nasais.

– Adolescentes podem realizar o procedimento: a partir dos 16 anos, e com a liberação do médico após análise dos exames e confirmação de que as estruturas da região estão plenamente desenvolvidas, é possível operar.

– Existem dois tipos de rinoplastia, a aberta e a fechada. Na fechada, o cirurgião plástico não levanta a pele. Na aberta, são feitas incisões internas para remodelar a região.

– O pós-operatório exige comprometimento do paciente para obter os melhores resultados possíveis. Os temidos tampões nasais não são mais utilizados, mas um curativo auxilia a região a se acomodar de forma correta.