Fale Conosco Pelo Whatsapp

Você provavelmente já ouviu a expressão “os olhos são o espelho da alma”. Realmente, pelo brilho do olhar podemos perceber quando uma pessoa é entusiasmada, disposta e feliz. No entanto, o tempo faz com que a moldura em volta deles se torne flácida, passando a ideia de cansaço e desgaste. Esse pode ser o momento de fazer uma blefaroplastia.

Se você também já chegou ao ponto de ver suas pálpebras caídas tirando o brilho do olhar, este post foi feito para ajudá-lo. Vamos explicar para que serve a blefaroplastia e os problemas estéticos que ela corrige. Então, continue a leitura!

O que é a blefaroplastia?

A blefaroplastia é a cirurgia plástica facial que corrige as pálpebras. Ela pode ser feita tanto na parte superior dos olhos quanto na região inferior, e é indicada para uma série de problemas estéticos. No entanto, em alguns casos, ela também é indicada por questões funcionais.

Quais são os tipos de blefaroplastia?

Existe a blefaroplastia superior e a inferior. No primeiro caso, o principal objetivo é retirar o excesso de pele, deixando a pálpebra novamente bem esticada sobre o olho.

No entanto, também existe a blefaroplastia inferior. Nessa cirurgia, o médico estica a pele que fica abaixo dos olhos. Porém, seu principal resultado é a redução do ar de cansaço provocado pelas rugas, olheiras e bolsas que se formam nessa região.

Outra correção muito comum feita na blefaroplastia é a retirada de bolsas de gordura. Em algumas pessoas, trata-se de um acúmulo discreto. Em outras, existe a formação de verdadeiras pelotas que chamam a atenção, os temidos xantelasmas.

Também não podemos deixar de dizer que é possível combinar a blefaroplastia inferior e superior em um único procedimento. Portanto, tudo depende da sua necessidade, verificada pelo médico durante a consulta de avaliação.

Como é feita a blefaroplastia?

O procedimento da blefaroplastia é simples, mas bem delicado. Assim, exige que o médico seja experiente e qualificado. Geralmente, basta uma anestesia local com sedação para realizar a cirurgia.

Então, o médico faz cortes muito pequenos, mas estratégicos. Por meio deles, ele retira os excessos de pele flácida, bem como as bolsas de gordura. Também pode ser necessário reposicionar os músculos quando acontece a ptose, que é a flacidez muscular.

Finalmente ele sutura a região, deixando as cicatrizes escondidas entre as dobras naturais da pele. Assim, elas se tornam praticamente imperceptíveis, garantindo uma aparência jovial.

Quando realizar a correção das pálpebras?

A insatisfação com a própria aparência e o desejo de conquistar um rosto rejuvenescido é o principal fator que motiva as pessoas a buscarem uma blefaroplastia. No entanto, também há outras indicações.

Em alguns casos, a blefaroplastia vai além do desejo de recuperar a boa aparência. A queda acentuada da pálpebra pode causar diversos problemas, como prejuízo à visão ou ressecamento do olho, quando se trata da parte inferior. Diversos idosos precisam fazer essa correção.

E você, quando se olha no espelho? Sente que já está chegando a hora de corrigir as pálpebras e rejuvenescer seu olhar? Quer saber mais sobre esse assunto e outras cirurgias plásticas? Então, siga-nos no Facebook e Instagram para acompanhar nossas publicações!

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Caso queira que entremos em contato com você, é só preencher o formulário abaixo !

(Preencha, envie e aguarde a confirmação)