Fale Conosco Pelo Whatsapp

Seios grandes, seios pequenos, seios caídos — todos os dias, milhares de mulheres com essas queixas chegam aos consultórios médicos. Para solucionar todos esses problemas, as mulheres têm uma solução: a mamoplastia, que é a cirurgia plástica de mama. No entanto, como você pode perceber, são situações completamente diferentes e que existem procedimentos específicos, também.

Por isso, neste post nós vamos explicar quais são os tipos de cirurgia plástica de mama. Fique atenta e saiba qual é o melhor procedimento para solucionar o seu problema!

Tipos de mamoplastia

Mamoplastia é o nome dado a qualquer cirurgia plástica de mama. No entanto, devido à especificidade, os procedimentos recebem nomes distintos. Saiba quais são eles!

Mamoplastia de aumento

Como o próprio nome revela, essa mamoplastia é feita para aumentar o volume das mamas. Para isso, o médico precisa abrir uma incisão (geralmente na dobra abaixo dos seios) e inserir próteses de silicone. Hoje em dia, esse procedimento é realizado rapidamente, devido à sua simplicidade.

Também é importante destacar que, atualmente, essa é uma solução considerada definitiva. A tecnologia de fabricação de próteses evoluiu muito nas últimas décadas, o que fez com que os casos de rejeição se tornassem muito raros.

Assim, a mulher que coloca próteses de silicone hoje em dia provavelmente nunca precisará trocá-las. O material do implante mamário é altamente resistente, fazendo com que a ruptura só aconteça em casos extremos, como quando a paciente sofre um acidente realmente grave, com um grande impacto sobre o peito.

Mamoplastia redutora

Mais uma vez, o nome revela o motivo da cirurgia. Essa é a mamoplastia redutora feita pelas mulheres que têm seios grandes demais e querem reduzi-los. Para isso, o médico faz algumas incisões estratégicas ao redor do bico do seio, uma linha vertical entre os mamilos e a base das mamas e às vezes, outro corte seguindo a curva do sulco mamário.

Depois dessas incisões, ele retira tecido mamário, gordura e pele. Dessa forma, o volume das mamas fica reduzido. Ao final desse processo, o cirurgião costura novamente essas áreas, deixando a mama menor, firme e principalmente bem modelada.

A mamoplastia redutora é uma cirurgia muito importante para as mulheres com seios grandes grandes. Elas não só conquistam um corpo proporcional, mas se livram de incômodos como dores nas costas causadas pelo peso das mamas. Muitas também revelam que pararam de sofrer com assaduras, especialmente no calor.

Mastopexia

Finalmente, a mastopexia é a cirurgia plástica de mama que elimina a flacidez. Portanto, ela é procurada pelas pacientes que têm os seios caídos. As incisões são muito parecidas com as da mamoplastia redutora, mas nesse caso o foco não é retirar o tecido mamário e nem a gordura, mas as sobras de pele. O resultado é um conjunto de peitos firmes e bem modelados.

Embora essas sejam as principais cirurgias plásticas de mama, existem outros procedimentos. O médico também pode corrigir problemas como a simastia (seios muito juntos), seios muito separados, assimetrias (de tamanho, formato e volume), o bico dos seios e outras situações apresentadas pelas pacientes.

Entendeu quais são as diferenças e as indicações da cirurgia plástica de mama? Quer saber mais sobre o assunto? Então, siga-nos no Facebook e Instagram para não perder nossas publicações!

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Caso queira que entremos em contato com você, é só preencher o formulário abaixo !

(Preencha, envie e aguarde a confirmação)