A adolescência é uma fase de descobertas e cada vez mais cedo também é um período em que as cirurgias plásticas passam a ser objeto de desejo. No lugar das tão desejadas festas de 15 anos, as meninas passaram a querer como presente uma cirurgia plástica para atingir o corpo que consideram perfeito.

É fato que nem todas estão preparadas para isso, mas, em alguns casos, a cirurgia plástica pode auxiliar na recuperação da autoestima do adolescente, como é o caso da rinoplastia, mamoplastia de aumento ou redução e ginecomastia. Vamos falar mais sobre os procedimentos a seguir:

– Rinoplastia: para realizar essa cirurgia, é necessário aguardar o final do estirão do crescimento, o que pode ser confirmado após avaliação do pediatra. Neste caso, a motivação do adolescente pela cirurgia é fundamental, pois ela precisa representar um incômodo real ao paciente.

– Mamoplastia de aumento ou redutora: a falta ou o excesso de volume nas mamas pode ser motivo de insatisfação para as meninas. Quando há um excesso, as dores na coluna são reclamações constantes. Se houver a falta, a insegurança em relação ao corpo pode aparecer. Em ambos os casos é necessário verificar se o desenvolvimento das mamas está completo.

– Ginecomastia: para os meninos, qualquer volume anômalo na região peitoral se apresenta como um possível ponto de desequilíbrio emocional. Esse excesso de tecido glandular nas mamas do homem pode ser solucionado através de uma cirurgia plástica.