Além da cirurgia plástica no nariz ser realizada no centro da face, ou seja, estar em evidência todo o tempo, ela exige muita perícia e experiência do cirurgião plástico que a realiza. Mas vamos entender melhor porque ela exige tanto do profissional?

A rinoplastia pode ser realizada através de duas técnicas: aberta ou fechada. A aberta permite a visualização total das estruturas nasais, já que a pele é suspensa. Ela facilita o trabalho do cirurgião, porém, é mais invasiva.

Já a rinoplastia fechada exige muita expertise do profissional, porém, não necessita de abertura ou descolamento da estrutura do nariz, facilitando o pós-operatório. O médico cirurgião plástico precisa conhecer as possibilidades individuais de cada paciente, suas necessidades e esclarecer o uso de cada técnica.

Em uma cirurgia plástica de nariz, os instrumentos utilizados são ainda menores e mais delicados que de outros procedimentos, o que permite essa remodelação das formas, ângulo, tamanho e proporções. Além disso, as cicatrizes ficam dentro do nariz, ou seja, não ficam visíveis. É fato que em alguns casos, uma rinoplastia secundária se faz necessária, dependendo das expectativas do paciente que não foram expostas da maneira correta ao médico especialista no assunto, prejudicando o resultado. Por isso, tire todas as suas dúvidas antes de encarar uma cirurgia plástica. Se precisar, busque uma segunda opinião. Conhecimento nunca é demais.