Segundo especialistas norte-americanos do The Plastic Surgery Group (TPSG) a revelação surpreende, apesar de já seguir uma linha há alguns meses. Ter um bumbum maior e seios menores deve dominar o mundo da cirurgia plástica em 2017. Esse ranking foi elaborado com base nas tendências apresentadas pela preferência das pacientes.

Seios menores

O busto como um todo tem sido visto como mais belo quando apresenta proporções menores, seja nas mamas ou nos mamilos. A explicação é que mamilos maiores são associados com seios flácidos, após amamentação, enquanto que os menores são ligados à jovialidade feminina.

A busca por próteses de silicone menores também é notável. Se antes as mulheres optavam, em média, por silicone de 350 a 400 ml; agora, o volume tem variado entre 250 e 300 ml. O objetivo é obter uma silhueta mais longilínea.

Bumbuns maiores

Por outro lado, o “bumbum levantado à brasileira” continua uma tendência, como foi em 2016. Não basta ter volume, ele precisa ser elevado, apresentando um contorno bem delineado. Além da inserção de próteses de silicone, os enxertos fazem sucesso. Beyoncé, Jennifer Lopez e irmãs Kardashian inspiram as mulheres por todo o mundo nesse quesito.