Você sabia que o volume ideal dos seios também está sujeito à moda? É verdade! Lá pelo ano de 2011, os fabricantes afirmavam que a procura por implantes grandes estava aumentando. Já em 2017, as manchetes mostraram que as mulheres continuavam turbinando as mamas, mas sem exagerar. “Menos é mais” virou uma palavra de ordem. Mas por que estamos falando dessas diferenças? Porque neste post vamos conversar sobre os tamanhos de próteses de silicone. Então, continue a leitura e descubra como fazer a melhor escolha!

Quais são os tamanhos de próteses de silicone mais procurados?

A relação das brasileiras com o silicone é antiga e promete durar ainda por muito tempo. Por mais que sejam conhecidas pelo mundo afora pelo bumbum, as mulheres do nosso país gostam de ter o corpo curvilíneo e proporcional. Por isso, elas passaram a valorizar também o volume adequado dos seios.

Como já falamos, durante algum tempo esteve na moda colocar implantes realmente grandes. Por essa razão, no mercado existem opções de até 600 ml. No entanto, esses casos são exceções. A maioria das brasileiras gosta de ficar com os seios fartos, mas não exagerados. Assim, as próteses de 350 ml são as campeãs em venda no país.

Qual é o tamanho exato de 350 ml de silicone? A maioria das mulheres, quando pensa em mililitros, não tem uma ideia real do volume do implante. Então, vamos comparar com uma medida que todas conhecem: a xícara de chá. A prótese mais vendida no Brasil equivale a quase uma xícara (240 ml) e meia. Depois dessa comparação, você provavelmente teve uma boa noção da mudança.

Agora imagine: esse volume é somado ao do seio natural. Portanto, quando consideramos o biótipo da brasileira, 350 ml de silicone costumam ser suficientes para deixarem os seios grandes e bem modelados, mas sem exageros. Porém, é importante lembrar que estamos falando do tamanho médio das pacientes. Assim, essa medida pode variar muito, de acordo com as características e proporções corporais de cada uma.

Como é feita a escolha do tamanho da prótese de silicone?

Depois dessas considerações, você deve estar pensando: “mas dentre todos esses tamanhos de próteses de silicone, qual é o mais adequado para mim”? Essa não é uma resposta simples. Por isso, é preciso recorrer ao cirurgião. Esse profissional é uma peça importante nessa escolha porque, com sua experiência, ele consegue analisar o biótipo da mulher e identificar o volume adequado para obter um resultado proporcional e atender às expectativas da paciente.

Então, ao fazer a escolha, o médico levará os seguintes critérios em consideração:

1. Expectativas da paciente

Cada mulher chega ao consultório com uma expectativa diferente. Enquanto algumas querem os seios realmente grandes e empinados, outras desejam aumentar o volume, mas de uma forma mais discreta.  A maioria tem vontade de deixar o colo bem marcado, formando uma linha de decote ultra sensual. Porém, nem sempre elas pretendem evidenciar que fizeram a cirurgia para colocar as próteses.

2. Biótipo da paciente

Cada mulher tem um corpo diferente. Algumas são mais altas, outras baixas, magras, curvilíneas, troncos largos ou estreitos… Por isso, cabe ao médico analisar todas essas variáveis e chegar à melhor indicação. Ele avalia o biótipo da paciente e considera medidas do tórax, altura, tamanho e forma das mamas para propor o volume adequado.

Depois dessa análise, ele provavelmente apresentará mais de uma alternativa, mas todas elas serão pensadas para deixar os seus seios proporcionais ao restante do corpo. Dessa forma, ele garante que você tenha uma aparência natural após a cirurgia. Essa harmonia na proporção entre o tamanho das mamas e as características do corpo é essencial. Ela é o verdadeiro segredo da beleza, o toque que fará você se sentir espetacular ao ver sua nova imagem corporal. Portanto, confie em seu cirurgião!

3. Possíveis limitações

Às vezes, a mulher tem a expectativa de deixar os seios realmente grandes. Embora o cirurgião até concorde que esse tamanho ficaria proporcional ao corpo da paciente, nem sempre é possível fazer isso. O motivo, nesses casos, é uma restrição quanto à quantidade de pele.

Lembre-se que, depois de colocar a prótese, o organismo precisa acomodar um novo volume que não estava ali. Para isso, a pele precisa ser esticada. Contudo, nem todas as mulheres têm a quantidade necessária para essa cobertura. Então, o médico evita adicionar um implante de tamanho grande para não provocar o surgimento de estrias ou dobras no implante, por não haver espaço suficiente.

E se não for possível colocar os tamanhos de próteses de silicone que eu desejo?

Escolher entre os diferentes tamanhos de próteses de silicone é realmente importante. Uma decisão cuidadosa pode evitar o arrependimento posterior, seja porque a mulher queria um tamanho maior ou menor. Porém, existem outros fatores que interferem no resultado final. O cirurgião plástico, que é um profissional experiente, sabe exatamente como combiná-los para atender às suas expectativas.

A maioria das mulheres não sabe, mas o resultado é obtido por uma combinação entre volume, formato e perfil da prótese. Os implantes podem ser mais altos ou mais baixos, o que causa uma diferença considerável na medida que chamamos de projeção.

As próteses de perfil baixo ou médio são mais arredondadas. Então, elas deixam os seios bem preenchidos, mas não destacam tanto as mamas para a frente. Já as de perfil super alto são levemente “pontudas”, com o silicone concentrado no centro. Assim, elas garantem esse destaque frontal. Por isso, uma mulher que coloca um implante de 270 ml de perfil super alto pode conseguir uma projeção muito parecida com a de outra paciente que colocou 350 ml, mas usou o perfil baixo ou médio.

Como saber qual será o resultado da mamoplastia de aumento?

Como você pode perceber, existem muitas variáveis. Por essa razão, muitas mulheres ficam na dúvida e não têm uma ideia clara quanto aos resultados dos diferentes tamanhos de próteses de silicone no corpo. Mas fique calma, pois é possível solucionar esse problema! Além da conversa com o cirurgião, existem métodos que podem ajudá-la a visualizar os resultados.  Alguns médicos disponibilizam uma espécie de top em que é possível encaixar enchimentos de diferentes volumes. Assim, ao vesti-los, a paciente tem uma noção do tamanho final de seus seios depois da mamoplastia de aumento. No consultório, você também poderá analisar fotos do “antes e depois” de outras mulheres. Outro apoio vem da tecnologia: hoje em dia, já existem simulações com imagens em 3D do próprio corpo!

Finalmente, é importante ouvir as explicações do cirurgião e confiar na experiência dele. Ao garantir um resultado proporcional, você terá uma aparência natural e ficará com os seios lindos, independente do que a moda dita naquele momento!

Entendeu a importância de contar com um cirurgião capacitado para escolher entre os diferentes tamanhos de próteses de silicone? Quer ver como isso acontece na prática? Visite o nosso grupo no Facebook e conheça as histórias de mulheres que já passaram por esse processo e hoje estão hipersatisfeitas com seus seios! Participe! Você será bem-vinda!