Fale Conosco Pelo Whatsapp

Os sinais do tempo são implacáveis: cedo ou tarde, eles aparecem no rosto de todo mundo. Aliás, eles não se revelam apenas na face. A pele do pescoço também fica flácida, denunciando a idade e causando incômodo com a aparência. Porém, para solucionar esse problema existe o lifting cervico-facial. Entenda como ele é feito e que resultados o paciente pode esperar.

Por que rejuvenescer a pele do rosto e pescoço?

Com o passar do tempo, é natural que a pele se torne mais fina e perca a sustentação. Assim, logo não é só o rosto que mostra a idade. Ela também aparece na flacidez do pescoço, um problema que é muito acentuado em algumas pessoas.

Nesses casos, não adianta fazer apenas um lifting (levantamento) facial. Afinal, os sinais no pescoço continuariam afetando a aparência da região e talvez ficassem até em destaque, considerando que a pele do rosto ficaria bem mais lisa.

Para não ter essa discrepância entre rosto e pescoço, os médicos recomendam a realização do lifting cervico-facial. Dessa forma, toda a região fica rejuvenescida, garantindo um resultado uniforme e natural.

Como é feito o lifting cervico-facial?

O lifting facial ou ritidoplastia é uma cirurgia que mexe com toda a estrutura da face. Ele tem a capacidade de atenuar até mesmo rugas profundas, rejuvenescendo muito o rosto.

Geralmente, em uma ritidoplastia o médico faz tudo o que o paciente precisa para ficar com a face renovada: corrige pálpebras, tira bolsas de gordura dos olhos, levanta sobrancelhas, alisa a testa, corrige as bochechas… Portanto, trata-se de uma verdadeira “recauchutagem”.

O resultado é um rosto muito mais liso e a aparência jovial, muito diferente daquele ar um pouco cansado que as pessoas parecem ter com o passar do tempo.

Porém, é possível combinar esse procedimento com o lifting cervical, que é a cirurgia plástica para o pescoço. Essa cirurgia é um pouco menos conhecida, mas igualmente importante. Afinal, seria muito estranho ter um rosto liso e jovem e um pescoço cheio de flacidez e papada, com um contorno deformado.

Então, nessa cirurgia, o médico corrige uma série de problemas. Primeiramente, ele traz os músculos do pescoço à posição original. Eles são fixados por meio de suturas, para ficarem bem firmes.

Depois, o médico retira o excesso de pele que se acumula no pescoço. Geralmente, essas sobras formam linhas verticais ou, em outros casos, volumes horizontais, como se fossem pneus sobrepostos. Esse problema também é corrigido.

Portanto, depois da cirurgia, o paciente se livra da flacidez cervical, que também é chamada de pescoço de peru. O contorno da mandíbula, bochechas e pescoço também se torna firme e bem definido.

Nesse procedimento, o médico consegue eliminar dois vilões terríveis: a papada flácida e o excesso de gordura no pescoço. Portanto, depois do lifting cervico-facial o paciente fica com a aparência completamente renovada e pronto para viver muitos anos em paz com o espelho.

E você, já tinha pensado em incluir o lifting de pescoço na sua próxima cirurgia plástica e rejuvenescer completamente essa região? Quer saber mais sobre esses procedimentos? Siga nossas páginas no Facebook e Instagram para acompanhar as novidades dessa área!

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Caso queira que entremos em contato com você, é só preencher o formulário abaixo !

(Preencha, envie e aguarde a confirmação)