Fale Conosco Pelo Whatsapp

Pele sobrando é um problema que sempre incomoda. Quer seja nos seios, no abdômen, na papada ou nos braços, ela causa desconforto e prejudica o contorno corporal. As pernas não ficam de fora dessa lista. Por isso, muitos pacientes chegam ao consultório querendo saber como acabar com a flacidez nas coxas.

Você também tem esse problema? Então, continue a leitura e descubra a solução!

Flacidez nas coxas: um problema incômodo

Nosso corpo é totalmente revestido pela pele, que tem uma função importantíssima quanto à proteção dos nossos órgãos internos, recepção dos sinais sensoriais do ambiente, manutenção da temperatura corporal, entre outras.

Para se manter firme, a pele é sustentada por algumas fibras de sustentação, como colágeno e elastina. Porém, é natural que com a idade, essas fibras se deterioram. Outros fatores como variações muito grandes de peso e hábitos pouco saudáveis podem acelerar esse processo. Assim, aparece a flacidez.

A flacidez nas coxas incomoda muitas pessoas. Além da questão estética, pois a pele desce e se acumula perto dos joelhos quando a pessoa fica em pé, ela pode causar outros transtornos. Um desses problemas é o surgimento de assaduras devido ao atrito dessas sobras. Então, muitos pacientes procuram uma solução definitiva.

Como acabar com a flacidez nas coxas?

A única solução para a flacidez nas coxas é uma cirurgia plástica. Portanto, os médicos recomendam um procedimento chamado dermolipectomia, também conhecido como lifting (levantamento) de coxas. Ele acontece da seguinte maneira:

Depois da anestesia, que pode ser peridural ou geral, o cirurgião faz uma incisão. Porém, a localização do corte e seu tamanho podem variar, dependendo da quantidade de pele que precisa ser retirada.

Assim, muitos pacientes ficam com a incisão na virilha e com uma extensão para a parte posterior da coxa. Então o médico reduz a quantidade de pele e a estica, remodelando essa região. Finalmente, ele sutura a região para garantir a sustentação no interior dos tecidos e fechar as incisões na pele.

Como é a recuperação da dermolipectomia de coxas?

A recuperação da dermolipectomia costuma ser simples. Geralmente, o paciente é liberado entre 24 e 48 horas depois do procedimento. Portanto, o retorno para casa é relativamente rápido. Porém, é indispensável tomar alguns cuidados durante o pós-operatório.

O paciente precisa usar curativos e bandagens sobre as incisões, de acordo com a orientação do médico. Também é provável que ele recomende o uso de uma bandagem elástica ou um tipo de meia calça compressora. Assim, a área operada ficará estabilizada, facilitando a cicatrização e modelando o novo contorno corporal.

Nos primeiros dias, é importante evitar movimentos intensos e especialmente a abertura das pernas. Andar com passos curtos também evita a tração nos pontos. Se o paciente segue as orientações do médico no pós-operatório em cerca de duas semanas ele já consegue voltar a algumas atividades, como um trabalho mais sedentário.

Porém, é preciso esperar um tempo maior e aguardar as orientações do médico para retomar a rotina de exercícios físicos, por exemplo.

Entendeu como acabar com a flacidez nas coxas definitivamente? Ficou com alguma dúvida quanto ao procedimento? Deixe sua pergunta nos comentários e teremos o prazer de responder!

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Caso queira que entremos em contato com você, é só preencher o formulário abaixo !

(Preencha, envie e aguarde a confirmação)