Coxas bem delineadas fazem a diferença em roupas mais justas ou curtas. No verão, então, se tornam a sensação. Porém, ter esta região em acordo com o que se deseja não é tão simples. O ganho e a perda de peso frequentes, além da falta de atividade física contribuem para ter coxas flácidas.  Quando chega a hora de colocar as pernas de fora, a insatisfação é total!

A dermolipectomia de coxas retira o excesso de pele e livra a região da flacidez, mantendo um aspecto natural. O pós-operatório exige repouso, já que o simples ato de caminhar pode gerar danos à cirurgia. É importante salientar que a cirurgia deve ser um tratamento complementar à rotina de exercícios físicos que o paciente já realiza, afinal, sem manutenção, as coxas podem voltar ao aspecto anterior à cirurgia.

Outro ponto que incomoda bastante é a celulite nesta região. Para diminuir o aspecto de ‘casca de laranja’ na área é recomendado recorrer a cremes e tratamentos como a drenagem linfática. Essa massagem elimina o excesso de líquido do organismo. Se o seu problema for com as estrias, laser e luz intensa pulsada podem auxiliar.