Não adianta. Por mais que você procure, não existe cirurgia plástica destinada à remoção das estrias

Essas linhas causadas pelo estiramento da pele aparecerem em qualquer momento da vida e por diversas razões, como aumento de peso, variação no peso corporal (efeito sanfona), gravidez, crescimento de massa muscular e até alteração hormonal.

Também no período da adolescência a incidência dessas marcas costuma aumentar, porque algumas partes do corpo se desenvolvem muito rapidamente, levando à distensão da pele.

Essas cicatrizes se alojam nos seios, glúteos, coxas, braços e barriga. Quando algumas pessoas passam por uma cirurgia plástica para a remoção de excesso de pele do abdômen (abdominoplastia), por exemplo, chegam a dizer que acabaram suas estrias causadas pela gravidez graças à cirurgia plástica.

Contudo, isso não se deve ao fato dessa cirurgia ser destinada à eliminação de estrias. O que ocorre é que na mesma parte do excesso de pele removido pela cirurgia plástica, as estrias foram retiradas junto com a pele extra. Daí é que surge o mito de que existe uma cirurgia plástica para estrias.