Somos especialistas em cirurgia plástica!

Venha fazer parte dessa história de mais de 25 anos de sucesso da Master Health.

Palavra sim
VOU MELHORAR MEU ABDÔMEN

Informe seus dados e a Master Health entrará em contato com você.

Nome inválido
Telefone ou celular inválido
Email inválido

QUAL CIRURGIA VOCÊ
QUER FAZER?

EVENTOS MASTER HEALTH

Veja os destaques dos nossos eventos

Evento 1

Clínica Master Health recebe celebridades para brindar campanha beneficente

VEJA MAIS
Evento 2

Evento da Master Health celebrando os 35 anos de lipoaspiração no Brasil

VEJA MAIS

Abdominoplastia

Boa parte das mulheres sonha em ter um abdômen definido, que realce suas curvas e que mostre ainda mais suas qualidades.

A questão é que nem sempre é possível alcançar esse objetivo somente com dietas e horas de academia. Nesse sentido, a cirurgia plástica tem ganhado cada vez mais destaque, em especial, a abdominoplastia.

O que ocorre muitas vezes, no entanto, é uma certa confusão entre abdominoplastia e lipoaspiração. Mas a verdade é que são procedimentos completamente diferentes. Para tanto, a indicação de cada um vai variar de caso para caso.

Para te ajudar a entender melhor sobre a abdominoplastia e o que a difere das demais cirurgias plásticas, preparamos esse conteúdo recheado de informação para que você tire todas as suas dúvidas e se aproxime cada vez mais do seu sonho. Vamos lá?

O que é abdominoplastia

A abdominoplastia é o procedimento cirúrgico que consiste na retirada de um determinado volume de gordura e principalmente o excesso de pele da região do abdômen.

Durante a cirurgia, a gordura é queimada e os músculos da região são costurados, eliminando a flacidez e deixando o abdômen lisinho.

Além de uma barriga mais firme, a abdominoplastia retira, por consequência, eventuais estrias que possam existir na região abaixo do umbigo, que geralmente surgem no período de gravidez.

Por fim, esse é um dos procedimentos cirúrgicos e estéticos mais completos, já que elimina excessos de pele e proporciona o contorno corporal perfeito.

Mas a abdominoplastia pode ser associada à cirurgia plástica de lipoaspiração, que é o procedimento que remove a gordura localizada em diversas regiões do corpo como abdômen, quadril, coxas e culotes, entre outras. A técnica é indicada para eliminar os excessos de gordura difíceis de subtrair mesmo através da realização de exercícios físicos e de dietas.

Quando estes procedimentos são realizados em conjunto, é possível chegar a um resultado final ainda mais proveitoso para o paciente.

Abdominoplastia e Mamoplastia

Os seios também costumam ser atingidos pela eliminação de peso e acabam por apresentar ptose (queda), flacidez ou ainda ficam desarmoniosos em relação ao contorno corporal.

Por isso, não é difícil encontrar pacientes que buscam a correção destes problemas através da associação da cirurgia plástica de abdominoplastia e de mastopexia (mamoplastia de elevação), mamoplastia de redução ou implante de prótese de silicone (mamoplastia de aumento).

A mamoplastia pode ter três indicações: aumento, redução e elevação das mamas. A mamoplastia de elevação é mais comumente associada à abdominoplastia. Ela é indicada para pacientes que apresentam ptose (queda), flacidez nas mamas resultantes da perda de peso ou de outros fatores.

Já a mamoplastia de redução visa diminuir o volume dos seios que podem se encontrar em desproporção com o restante do corpo, resultando no desequilíbrio do contorno corporal.

Os implantes de silicone serão indicados normalmente naqueles casos em que se procura maior firmeza nas mamas, porém os volumes são analisados de acordo com o biótipo de cada pessoa.

Abdominoplastia e as estações do ano

Abdominoplastia no inverno, verão, outono ou na primavera? Muita gente pensa que realizar uma cirurgia plástica deve estar relacionado com o momento do ano. Mas essa ideia não passa de mito, ainda mais num país como o Brasil, onde as estações se misturam.

De qualquer maneira, com a chegada do inverno, é comum o aumento da busca pelas cirurgias plásticas, principalmente as de maior porte como a abdominoplastia. Isso acontece devido ao auxílio automático que as baixas temperaturas oferecem em controlar e amenizar inchaços e dores e a possibilidade de avaliação e visibilidade do resultado definitivo da cirurgia plástica de abdômen.

Outro fator importante nesta demanda atribuída às estações de verão e inverno, é que nestes períodos também estão inseridas as férias escolares, momento oportuno para que alguns pacientes consigam obter um tempo adequado de recuperação, principalmente as pacientes mães. Mas estações mais amenas, como o outono ou a primavera, também oferecem possibilidade de temperaturas controladas.

Os procedimentos mais procurados costumam estar associados a outras cirurgias, como a combinação entre abdominoplastia e a lipoaspiração e/ou mamoplastia de aumento. Como requisito pós-operatório destes procedimentos, é comum a indicação do uso de cintas e sutiãs cirúrgicos.

Na verdade, a melhor época para realizar a sua abdominoplastia é aquela em que você se sente insatisfeito e decide corrigir seu incômodo, desde que com segurança e responsabilidade.

Tipos de abdominoplastia

Como citado acima, a abdominoplastia é um procedimento capaz de remodelar o corpo garantindo beleza e harmonia à silhueta. Os tipos de cirurgia, no entanto, podem ser diferentes de acordo com o físico e os contornos de cada paciente.

Conheça os diferentes tipos de abdominoplastia a seguir:

Abdominoplastia clássica:

Consiste na remoção da flacidez muscular e os excessos de pele na região do abdômen. Também chamada de dermolipectomia abdominal, esse procedimento é indicado principalmente para pessoas que passaram por grandes emagrecimentos.

Abdominoplastia extensa:

Muito semelhante à abdominoplastia clássica, a extensa consiste, principalmente, na remoção de gordura localizada nas laterais da barriga.

Miniabdominoplastia:

Como o próprio nome diz, trata-se de uma abdominoplastia em proporções menores. Ou seja, é um procedimento indicado para quem possui uma quantidade pequena de flacidez, sem tantas sobras de pele.

Lipoabdominoplastia:

Esta é a técnica que une a abdominoplastia clássica e a lipoaspiração, que reduz, de uma única vez, o excesso de pele, a gordura localizada e a flacidez.

Quando uma abdominoplastia é indicada

Já ouviu falar em “barriga de avental”? Essa expressão é geralmente usada para designar o excesso de pele abaixo do umbigo. E ainda que o indivíduo mantenha uma alimentação saudável e a prática regular de exercícios físicos, dificilmente esse excesso será eliminado completamente.

Por isso, muitas pessoas recorrem à abdominoplastia, já que é o procedimento mais indicado para retirada da pele excedente e para remodelar o contorno do corpo.

Mas, afinal, quem pode fazer?

A abdominoplastia é indicada para quem passou por um processo significativo de perda de peso, seja homem ou mulher. O objetivo da técnica é justamente eliminar o excesso de pele e remodelar o abdômen.

Para se submeter ao procedimento, no entanto, é recomendável que a paciente esteja dentro de uma faixa de peso ideal, justamente para evitar futuras mudanças bruscas nos números da balança.

Além disso, manter uma rotina de exercícios e alimentação saudável depois da recuperação é fundamental para o sucesso da abdominoplastia como um todo.

Como é feita a abdominoplastia

A cirurgia de abdominoplastia consiste na remoção de gorduras e peles em excesso, reaproximando a musculatura e remodelando o contorno corporal. Trata-se de uma correção funcional e estética na parede abdominal.

O objetivo desse procedimento é garantir um aspecto mais bonito ao abdômen e uma silhueta mais harmônica.

Para a abdominoplastia é feita uma incisão em formato de linha acima da região púbica, que se estende até as laterais do quadril. O tamanho dessa linha vai depender do volume a ser corrigido. O cirurgião remove as sobras, corrige a flacidez muscular e reposiciona a pele. A cicatriz umbilical é reimplantada no final do procedimento.

Eventualmente, pode acontecer do cirurgião usar o modo de incisão chamado de T Invertido, um pequeno traço vertical que complementa a incisão inferior. Mas isso só acontece quando é identificada a falta de elasticidade da pele.

Já a cicatriz da abdominoplastia é como a de uma cesariana, ficando na linha da roupa íntima, e pode ser disfarçada sob trajes de banho. A maturação dela leva cerca de um ano aproximadamente.

Qual anestesia é usada nesta cirurgia

De modo geral, para esse tipo de cirurgia, podem ser utilizadas as anestesias peridural ou raqui com sedação, e ainda, em alguns casos, a anestesia geral.

A peridural é realizada entre as vértebras da coluna e o medicamento é semelhante ao da anestesia geral. Já a raqui é aplicada dentro do canal medular (na coluna), e tem efeito em toda a região abaixo do ponto onde a medicação foi injetada.

Na abdominoplastia, essas duas anestesias são associadas com a sedação, que induz ao sono leve e monitorado, para que o paciente se sinta mais confortável.

Vale ressaltar que o tipo da anestesia da abdominoplastia será uma decisão que vai depender de fatores observados pelo seu médico.

Qual o tempo de duração da cirurgia

O tempo de duração da cirurgia de abdominoplastia varia entre duas e três horas aproximadamente.

Essa variação se dá por conta de questões como: extensão e quantidade de tecido a ser retirado; a associação com outro tipo de procedimento, como a lipoaspiração; o tipo de anestesia; entre outros fatores.

Abdominoplastia cuidados antes da cirurgia

Antes da cirurgia, é muito importante que o paciente tome alguns cuidados e se atente a alguns hábitos. Caso seja fumante, por exemplo, o ideal é deixar de fumar por pelo menos duas semanas antes da abdominoplastia.

Isso porque o cigarro pode influenciar diretamente na circulação, prejudicando a oxigenação do sangue e aumentando os riscos de trombose e embolia pulmonar.

Assim como o hábito de fumar, o consumo de álcool também precisa ser evitado alguns dias antes da cirurgia.

Além disso, se o paciente fizer uso de quaisquer medicamentos, isso precisa ser relatado ao cirurgião responsável pelo procedimento, pois algumas formulações podem dificultar a coagulação do sangue.

No mais, é recomendado manter uma alimentação saudável, ter uma boa noite de sono antes da cirurgia e chegar ao hospital depois de estar em jejum de 8 a 12 horas.

Exames necessários para a cirurgia

Antes do procedimento, o cirurgião plástico solicita exames de sangue, urina, eletrocardiograma e avaliação do risco cirúrgico com objetivo de verificar o estado de saúde do paciente e as condições da região onde o procedimento será feito, neste caso, o abdômen.

Ele também pode solicitar uma ultrassonografia de abdômen total e de parede abdominal com o intuito de identificar hérnias ou diástase (afastamento) da parede abdominal.

Abdominoplastia pós-operatório

Podemos dizer que o pós-operatório da abdominoplastia é uma das etapas mais importantes do procedimento. Isso porque são os cuidados após a cirurgia que serão os responsáveis pelo completo sucesso da operação.

Quando tudo é feito com muita atenção e cuidado, o resultado definitivo costuma aparecer após seis meses.

Em casos de pacientes obesos, é normal ocorrer, após a primeira semana, a eliminação de um líquido amarelado por um ou mais pontos da cicatriz. Isso acontece devido ao processo de transudamento cirúrgico e à eliminação da gordura residual próxima à área da cicatriz, que é um evento esperado da cirurgia.

O inchaço na região também é algo normal. Ele deve diminuir ao longo do tempo.Além disso, a região pode apresentar uma insensibilidade relativa. Num primeiro momento, o abdômen apresenta uma aparência esticada e até plana. Com o decorrer dos meses, iniciados os exercícios para modelagem, o efeito final é gradativamente atingido. O resultado pode ser visto já na primeira semana, ainda que sua definição ocorra mais para frente.

O tipo de tronco do paciente é também um detalhe levado em conta pelo cirurgião plástico, isso porque nem sempre a gordura da região do estômago pode ser retirada. Nos casos em que o paciente apresenta um tronco curto, a remoção é mais difícil do que nos pacientes de tronco longo.

Outro importante fator é o conhecimento da espessura da gordura que reveste essa área do corpo, a qual pode impossibilitar sua retirada. O resultado do procedimento não está relacionado aos quilos retirados, mas às proporções do abdômen comparadas com o corpo. Quanto menor for a retirada necessária, melhor tende a ser o resultado como um todo.

Qual o tempo de internação depois da cirurgia

O procedimento é relativamente simples e seguro. Portanto, dentro de uma evolução considerada normal, a paciente pode receber alta em cerca de 24 horas depois da abdominoplastia.

Ter alta antes disso não é recomendado, pois o paciente precisa ficar em observação durante esse tempo.

Quais cuidados devo tomar após a cirurgia

Em primeiro lugar é muito importante dormir de barriga para cima, para evitar a pressão entre o abdômen e o colchão. Andar com o tronco curvado e não tirar a cinta até indicação do médico também são cuidados imprescindíveis para evitar complicações e até mesmo abertura dos pontos.

Neste período, qualquer tipo de esforço físico deve ser evitado. Portanto, peça ajuda de um familiar para auxiliar nas tarefas do dia a dia até que haja a completa recuperação.

No período pós-operatório, o paciente precisa utilizar dreno conforme a recomendação médica e cinta modeladora em torno de dois meses.

A partir do sexto mês da cirurgia, já é possível perceber um resultado próximo do final, uma vez que os inchaços e manchas roxas tendem a desaparecer neste período.

Importância da malha compressiva

A utilização de malhas compressivas é recomendada para alguns pacientes que se submetem à cirurgia plástica, conforme o procedimento e a técnica utilizada. Na abdominoplastia o uso de malhas compressivas é indispensável.

Responsáveis por auxiliar no processo de cicatrização, redução de inchaços e possíveis edemas resultantes da cirurgia, as malhas compressivas promovem, ainda, uma melhoria no sistema linfático, na postura e aceleram o restabelecimento do paciente.

O tempo de uso da malha deverá ser informado pelo especialista que realizou a cirurgia plástica, mas a média é de cerca de um mês. Ela pode ser removida apenas na hora do banho e outras recomendações quanto à sua utilização são passadas conforme a evolução do resultado da cirurgia plástica.

As malhas de compressão são feitas de fibra especial e são antialérgicas. Diferentemente do que alguns creem, as malhas não limitam os movimentos, de fato, elas ajudam a melhorar a postura corporal.

Qual o tempo de recuperação da cirurgia de abdominoplastia

Pode parecer, de certo modo, algo repetitivo, mas é muito importante ressaltar que todo processo cirúrgico pode variar de um paciente para outro. De modo geral, existem algumas estimativas que variam entre 20 e 45 dias para uma recuperação minimamente segura.

O que ocorre é que a recuperação e cicatrização completa da pele é um processo que passa por etapas e requer a paciência do paciente. Este período causa preocupação em algumas pessoas, mas é algo natural e gradativo, portanto nenhuma avaliação de resultado definitivo pode ser feita antes do décimo oitavo mês.

Etapas de cicatrização de uma abdominoplastia

Na primeira etapa de cicatrização da abdominoplastia é comum que a cicatriz fique alargada e sua tonalidade passa por um escurecimento. O clareamento da cicatriz acontece de modo gradual, sendo que após o décimo segundo mês a tonalidade da cicatriz fica bem próxima da coloração restante da pele.

Umbigo

Outra preocupação recorrente entre pessoas que desejam se submeter à abdominoplastia é em relação ao umbigo. Só é necessário o reposicionamento do umbigo nos casos em que a remoção de pele é muito grande e se deseja um resultado estético melhor. Quando o umbigo é refeito, a cicatriz fica localizada dentro da cavidade umbilical, ou seja, não fica visível.

Quais riscos a cirurgia de abdominoplastia pode trazer

Toda cirurgia, seja ela estética ou não, requer o máximo de cuidado e segurança possíveis para evitar quaisquer tipos de complicações. Na abdominoplastia, não é diferente.

Esse procedimento específico pode apresentar alguns riscos, como infecções, tromboses e sangramentos, mas eles são realmente muito raros.

Isso porque com as técnicas cada vez mais avançadas e a tecnologia em ascensão, os procedimentos cirúrgicos se tornaram ainda mais eficientes e seguros.

Ainda assim, é muito importante que a cirurgia seja feita por um profissional habilitado, em um ambiente equipado e com todas as ferramentas necessários para uma eventual emergência.

Abdominoplastia para homens

Cuidar da aparência e estar seguro com o seu próprio corpo não são exclusividades das mulheres. Ao contrário, se as mulheres buscam a abdominoplastia para recuperar a autoestima e se livrar de flacidez na região abdominal, por que com os homens seria diferente?

A ala masculina tem buscado cada vez mais os procedimentos estéticos e cirúrgicos para manter a autoestima. Por isso, a abdominoplastia também tem se destacado entre eles.

A busca por um abdômen mais harmônico e a remodelação do contorno corporal vai muito além da vaidade, pois esbarra principalmente na melhora da qualidade de vida dos homens.

É importante enfatizar, no entanto, que a abdominoplastia, assim como qualquer outro procedimento, requer manutenção para garantir um resultado permanente.

Para definir os músculos, é preciso seguir uma alimentação balanceada e saudável, além de manter uma rotina de atividades físicas.

Diferença entre abdominoplastia para homem e para mulher

O que mais difere a abdominoplastia entre homem e mulher é cicatriz proveniente da cirurgia. Nos homens, a tendência é que a cicatriz fique praticamente reta, bem rente aos pelos pubianos, devido ao formato natural do corpo. Deste modo, é como se houvesse uma camuflagem tornando a cicatriz quase imperceptível.

O período pós-operatório, entretanto, é igual para homens e mulheres. Ou seja, um repouso de até duas semanas, utilização de malha compressiva durante aproximadamente dois meses, bem como evitar a exposição solar prolongada.

O dreno também se faz necessário, sendo que o período de uso varia de acordo com a indicação médica.

A partir do sexto mês já é possível observar um resultado muito próximo do final, uma vez que os inchaços e manchas roxas já foram praticamente eliminados. Embora o período de maturação da cicatriz seja de cerca de um ano, o resultado já é visível na primeira semana.

Abdominoplastia preço

Se você está pesquisando sobre a abdominoplastia, deve estar se perguntando sobre o valor do procedimento. Claro, é natural que a gente queira saber quanto vai precisar investir para realizar esse sonho.

O que ocorre, no entanto, é que divulgar valores de cirurgias plásticas como um todo não é uma prática permitida pelo Conselho Federal de Medicina.

Isso se justifica porque cada paciente é único, com características e necessidades muito específicas. Portanto, para cada paciente, há uma única avaliação e uma forma personalizada de realizar o procedimento.

Os valores cobrados por uma cirurgia como essa só são divulgados após uma avaliação cuidadosa do cirurgião responsável. Inclusive, é durante a consulta médica que será possível definir as indicações para cada caso.

É muito importante frisar que a escolha por uma clínica e um cirurgião não seja baseada apenas pelo baixo custo. Isso porque para garantir a segurança durante toda a cirurgia e um atendimento adequado antes e depois do procedimento, muitos profissionais são envolvidos no processo. É natural, portanto, que o preço seja compatível com o serviço prestado.

Além do mais, a sua segurança deve estar em primeiro lugar. Certifique-se de que o profissional escolhido seja capacitado e habilitado a realizar a cirurgia.

Dúvidas Frequentes - Abdominoplastia

Para quem é indicada a abdominoplastia?

A cirurgia plástica de abdominoplastia é indicada para pessoas que passaram por grandes perdas de peso e, por consequência desta redução de massa corpórea, adquiriram flacidez e sobras de pele na região do abdômen.

A abdominoplastia faz emagrecer?

A perda de peso não é o objetivo da abdominoplastia. É indicado que o paciente já esteja dentro de sua faixa de peso ideal para ser submetido ao procedimento.

Após a abdominoplastia, a mulher pode engravidar?

A abdominoplastia não impede que a mulher passe por uma gestação, embora uma gravidez possa prejudicar os resultados do procedimento. Por isso é indicado que a mulher se submeta à abdominoplastia somente depois que tenha todas as gestações desejadas.

A abdominoplastia deixa cicatriz?

Sim, todo procedimento cirúrgico deixa uma cicatriz. Na abdominoplastia, ela se assemelha a de uma cesariana, mas mais longa. É possível disfarçá-la sob trajes íntimos e de banho.

É preciso utilizar dreno após a abdominoplastia?

Sim, é preciso usar dreno. Ele serve para evitar a formação de seroma (acúmulo de líquido na região operada) e infecções.



Dúvidas Frenquentes - Miniabdominoplastia

Para quem é indicada a miniabdominoplastia?

O procedimento de miniabdominoplastia é indicado para pacientes que passaram por flutuações de peso e por consequência desta variação apresentam leve flacidez e pequenas sobras de pele na região abdominal.

Qual a diferença entre a abdominoplastia e a miniabdominoplastia?

A diferença entre os procedimentos de abdominoplastia e miniabdominoplastia está na quantidade de sobras de pele e flacidez a serem corrigidas. Normalmente, a miniabdominoplastia é indicada para pacientes que apresentam leve flacidez na porção inferior do abdômen.

A cicatriz da miniabdominoplastia é igual a da abdominoplastia clássica?

Não. Na abdominoplastia tradicional é possível que, além do corte acima da região púbica, haja uma incisão próxima ao umbigo, ocasionando uma cicatriz em formato de cruz. Na miniabdominoplastia isso não acontece, pois apenas a porção inferior é submetida ao procedimento, de modo que a cicatriz se assemelha ainda mais à de uma cesariana.

A miniabdominoplastia emagrece?

A miniabdominoplastia não é um procedimento que visa a perda de peso, mas, sim, a remodelagem do contorno corporal, de modo que o paciente já deve se encontrar dentro de uma faixa de peso próxima ao ideal para se submeter ao procedimento.

A miniabdominoplastia pode ser feita junto com a lipoaspiração?

Sim, de acordo com a indicação do cirurgião plástico. Vários pacientes apresentam flacidez, sobras de pele e alguma gordura localizada. A gordura localizada é retirada através da lipoaspiração, enquanto a flacidez e sobra de pele são retiradas na miniabdominoplastia.

QUERO FAZER UMA PLÁSTICA!

Um dos consultores da Master Health entrará em contato com você.

Nome inválido
Telefone ou celular inválido
Email inválido
Política de privacidade

BLOG
DA CLÍNICA

Blog

MASTOPEXIA X MASTOPLASTIA: Qual é a mamoplastia mais adequada

LOCALIZAÇÃO

Av. Paulista, 491 conj. 73/74 - 7º andar - Cerqueira César, São Paulo - SP

DEPOIMENTOS
E
ELOGIOS

Depoimentos

Quer deixar seu depoimento ou fazer um elogio? Esse espaço é seu!

Logo
Mais informações
(011) 3373-1900 DE SEGUNDA À SEXTA: 10H ÀS 19H

Av. Paulista, 491 conj. 73/74 - 7º andar - Cerq. César - SP
CEP 01311-000
Master Health© 2019 Todos os direitos reservados
Diretora Técnica Dra. Elaine Favano - CRM 42085/SP

Vamos conversar?

Por favor, preencha seus dados nos campos abaixo e vamos iniciar nossa conversa!