Flacidez é uma vilã no vocabulário feminino, porque ninguém quer ter pele sobrando, caindo ou fugindo quando se usa uma roupa mais justa. A flacidez pode prejudicar diversas áreas do corpo como braços, pernas, abdômen, papada, rosto, mas hoje falaremos um pouco mais da dermolipectomia, a cirurgia plástica que elimina a flacidez das coxas. Dependendo do grau, também é necessário aliar o procedimento à lipoaspiração.

Os candidatos ideais para esta cirurgia plástica são pessoas que sofreram grandes e rápidos emagrecimentos e pacientes que se sintam inseguros com a aparência pelo excesso de flacidez, resultado do processo de envelhecimento. Após o procedimento, é indicado o repouso ao paciente e o retorno às atividades ocorre entre duas e três semanas. Em seis meses o resultado definitivo da cirurgia plástica pode ser visto.

A dermolipectomia, como todas as cirurgias, não deve ser considerada um tratamento e sim uma aliada na recuperação da autoestima. O objetivo é que, após o procedimento, a mulher possa se sentir confortável ao usar shorts e trajes de banho, com orgulho do próprio corpo e que continue se cuidando.