A automedicação, em geral, é um risco para a saúde. No caso de antibióticos, por exemplo, ela faz com que os micro-organismos tornem-se resistentes ao agente antibiótico. Quando isso é feito após uma cirurgia plástica, pode comprometer os resultados do procedimento.

Alguns pacientes, após a alta médica, sentem algum desconforto na região operada, porém não relatam isso ao cirurgião plástico e buscam alternativas, se automedicando.  Além da indicação de conhecidos, agora muitos pacientes também encontram respostas em buscadores na internet.

O risco de se automedicar está em atrasar o diagnóstico correto de doenças que possam surgir ou anular, potencializar ou diminuir a ação do efeito de outro remédio que foi prescrito pelo médico. E sim, essa ingestão incorreta pode levar à morte. Converse com seu médico ao aparecimento de qualquer sintoma diferente do que foi conversado durante as consultas e não se automedique. Coloque a saúde em primeiro lugar.