Uma em cada três brasileiras já pensou em colocar próteses de silicone nas mamas! Sim, os seios turbinados estão em alta porque as mulheres entenderam que não basta ter o bumbum que nos torna famosas no mundo inteiro. Elas querem um corpo curvilíneo e proporcional. Por isso, a procura pela mamoplastia de aumento nas clínicas de cirurgia plástica cresce a cada ano.

Se você também não está contente com o tamanho dos seus seios mas não tem certeza se a prótese de silicone é realmente a solução para seus problemas, este post foi feito para ajudá-la. Vamos conversar sobre os principais motivos que levam as mulheres a realizarem essa cirurgia, como fazê-la com segurança e que cuidados devem ser tomados após o procedimento. Ficou curiosa? Continue a leitura!

4 motivos para fazer a mamoplastia de aumento

1. Sentir-se bem com o corpo aumenta a autoestima

Muitas mulheres se sentem insatisfeitas com o tamanho das mamas. É como se o restante do corpo tivesse amadurecido, mas os seios continuam semelhantes aos de uma menina ou adolescente. Por essa razão, elas passam a evitar situações muito comuns, como usar um biquíni na praia, uma blusa mais justa ou um vestido decotado. Além disso, elas ainda lidam com o  incômodo de usar sempre sutiãs com bojo para acrescentar algum volume.

A mamoplastia de aumento acaba com esse problema. Ela permite que as mulheres tenham seios fartos que caem bem com qualquer roupa. A linha do decote fica incrível, transbordando sensualidade! Por se sentirem mais atraentes, a autoestima aumenta, o que se reflete em um impacto positivo na autoconfiança.

2. A mamoplastia de aumento possibilita a correção de pequenas imperfeições

Além das mulheres que desejam apenas aumentar os seios, a mamoplastia de aumento pode contribuir para solucionar outro problema muito comum: as mamas assimétricas. Afinal, por mais que os lados do nosso corpo tenham medidas levemente diferentes, em algumas pacientes isso é mais evidente que o normal, causando desconforto com a própria aparência.

Quando a assimetria se refere ao tamanho, ou seja, um seio é maior que o outro, uma solução possível é a mamoplastia de aumento. Assim, o médico pode colocar implantes de volumes diversos e compensar essa diferença. Ele tem a opção, por exemplo, de colocar uma prótese de 260 ml na mama que é naturalmente maior e outra de 300 ml no lado que era menor, chegando a um equilíbrio.

Já quando a assimetria acontece devido às diferenças na altura, formato ou de posição das aréolas, provavelmente será necessário realizar outro tipo de procedimento. Por isso, é importante buscar a orientação de um cirurgião plástico para conhecer as melhores alternativas para cada caso.

3. Os implantes são altamente tecnológicos

Até algum tempo atrás, muitas mulheres evitavam colocar silicone devido à possibilidade de rejeição da prótese. Porém, atualmente esse medo não se justifica. Os fabricantes desenvolveram as técnicas de produção e criaram novos implantes com superfície texturizada ou microtexturizada. Como resultado, eles aderem muito mais facilmente ao tecido mamário e o organismo não se sente agredido.

Essa evolução tecnológica fez com que a rejeição aos implantes se tornasse muito rara. Então, as pacientes podem fazer a cirurgia com toda a segurança. Para isso, basta escolher um cirurgião capacitado e experiente. Certamente, esse profissional indicará uma prótese de qualidade reconhecida no mercado, garantindo a sua satisfação e tranquilidade.

4. A cirurgia é extremamente segura

Atualmente, fazer uma mamoplastia de aumento é muito seguro. A cirurgia é rápida e sua duração média fica entre 90 e 120 minutos. Embora haja várias possibilidades quanto à técnica utilizada,  na maioria das pacientes os médicos optam por realizar a incisão inframamária e colocar a prótese na posição subglandular. Isso torna o procedimento ainda mais simples, com pouquíssimos riscos para a mulher.

Como garantir o bom resultado da sua mamoplastia de aumento

Como você viu, terminamos o tópico anterior falando de um item muito importante: a segurança. Então, se você se empolgou com os motivos para fazer a sua mamoplastia de aumento, agora falaremos dos cuidados que precisa tomar para ter o melhor resultado possível com essa cirurgia. Acompanhe!

Escolha um cirurgião plástico experiente

Esse é o primeiro passo para ter sucesso na sua cirurgia. Talvez você não saiba, mas todos esses procedimentos só podem ser realizados por um médico especializado e certificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Portanto, antes de fechar o seu contrato, procure o nome do cirurgião no site dessa instituição. Se ele não aparecer ali, procure outra opção.

Além da experiência e qualificação do cirurgião, ele também precisa ser um profissional amigável e de confiança. Afinal, para que ele consiga o resultado esperado, é necessário conversar abertamente sobre as suas expectativas quanto ao procedimento. É fundamental que você tenha liberdade para expressar todas as suas dúvidas e que ele responda com clareza.

Verifique a estrutura do local onde a cirurgia será feita

A mamoplastia de aumento precisa ser realizada em um centro cirúrgico completo, em uma clínica ou hospital que tenha UTI. É muito raro acontecer qualquer complicação nesse procedimento, mas a instituição precisa ter toda a estrutura necessária para atender a paciente caso aconteça uma emergência. Quando se trata de saúde, prevenir é sempre melhor que remediar!

Realize tudo que for solicitado no pré-operatório

Antes do procedimento, o médico vai solicitar alguns exames. Você precisará fazê-los para demonstrar que está em boas condições de saúde e pode se submeter a uma cirurgia. No entanto, além disso o cirurgião fará algumas recomendações para o período pré-operatório, e elas devem ser seguidas.

Em alguns casos, por exemplo, o médico suspende remédios que a paciente utiliza. Esse é o caso de fórmulas para emagrecer ou remédios à base de ácido acetilsalicílico, entre outros. Então, durante a consulta responda às perguntas do cirurgião com precisão para que ele identifique possíveis substâncias que precisam ser retiradas da sua rotina dias antes do procedimento.

Outro cuidado muito importante no pré-operatório é parar de fumar. Esse hábito dificulta a circulação do sangue e a oxigenação dos tecidos do corpo. Assim, ele pode prejudicar o processo de cicatrização. Por isso, a melhor decisão é suspender o cigarro, pelo menos temporariamente.

Siga o pós-operatório à risca

Tão importante quanto escolher um excelente cirurgião e se preparar para a mamoplastia de aumento é tomar os cuidados devidos no pós-operatório. O procedimento é simples e a recuperação é rápida, mas a paciente deve seguir as recomendações à risca para não comprometer o resultado da cirurgia.

Portanto, é preciso se programar para esse período. Marque a cirurgia em uma época do ano em que pode se afastar do trabalho por alguns dias, escolha uma pessoa de confiança para realizar as atividades domésticas e ajudá-la nas primeiras semanas, use o sutiã pós-cirúrgico o tempo inteiro e siga o repouso recomendado.

Também não se esqueça de cuidar dos movimentos. Não levante os braços acima da altura dos ombros, durma sempre de barriga para cima e com as costas apoiadas em travesseiros, além de retomar as atividades (dirigir, pegar peso, praticar exercícios) só depois da liberação do médico.

Ficou animada para fazer a mamoplastia de aumento, turbinar os seios e arrasar com a nova silhueta? Quer conhecer a experiência de outras mulheres que já passaram por essa experiência? Participe do nosso grupo no Facebook e confira os relatos delas! Você será muito bem-vinda!