A flacidez nas mamas é uma das grandes inimigas das mulheres que desejam manter o colo bonito e com aparência jovem.

Também conhecida como ptose mamária, esse tipo de problema não acontece apenas quando os anos começam a passar.

Não são raros os casos de mulheres que observam que os seios estão ficando flácidos e caídos sem nenhum motivo aparente. E, se essa é uma preocupação sua, não deixe de ler esse artigo para entender melhor motivos que levam à ptose mamária!

Muito além da idade

Toda mulher, mais cedo ou mais tarde, vai sofrer com os efeitos da gravidade? Se você acenou um “sim” com a cabeça, saiba que essa questão não é tão simples assim.

Muitas vezes, o fator genético exerce uma influência maior na sustentação dos seios. Com isso, não é incomum encontrarmos mulheres idosas com mamas bem firmes e posicionadas.

Além disso, outros fatores e hábitos podem contribuir para acelerar ou evitar a queda natural dos seios. Nesse grupo, estão atitudes como tomar muito sol, fumar ou perder muito peso.

Causas da flacidez nas mamas

1 – Amamentação

Durante a amamentação, a glândula mamária aumenta por causa da produção e acúmulo de leite, assim como há um aumento do tecido gorduroso.

Esses dois fatores levam a um constante estiramento da pele e, com o término do período de amamentação, a mulher pode notar ou não algum grau de flacidez nos seios.

2 – Tabagismo

O tabaco já é um antigo conhecido como vilão da saúde, mas também interfere nas fibras elásticas da pele.

As substâncias presentes no fumo quebram a proteína elastina, que é responsável por deixar a nossa pele saudável e firme.

O tabaco, assim como o álcool, ainda altera a circulação sanguínea e os níveis de oxigênio nos tecidos, fazendo com que a pele da mama fique prejudicada.

3 – Sutiã

Nem sempre o uso do sutiã pode ser dispensável. Mulheres com seios grandes podem se beneficiar da sustentação dada pela peça, especialmente porque a gravidade favorece a queda das mamas.

Vale dizer, porém, que dormir de sutiã é desnecessário e não ajuda a prevenir a flacidez.

4 – Alimentação

Uma alimentação saudável e equilibrada interfere diretamente na saúde e firmeza da nossa pele. Boas fontes de nutrientes ajudam a produzir colágeno e elastina, evitando a flacidez.

Não deixe de fora da sua dieta alimentos com vitaminas A e C, cobre, zinco e cálcio. Evite alimentos com muito açúcar e carboidratos simples.

5 – Excesso de sol

A exposição solar é sim importante para deixar a pele saudável, mas deve ser feita com moderação.

Muita radiação ultravioleta acelera o processo de degeneração do colágeno e pode contribuir para o processo de flacidez nas mamas. Por isso, evite exposições longas ao sol e, principalmente, o horário das 10h às 16h.

6 – Perda de peso

O famoso “efeito sanfona” pode prejudicar a elasticidade da pele. E as mamas também possuem tecido gorduroso, ou seja, aumentam e diminuem de acordo com as variações de peso.

Além disso, estiramentos muito bruscos ou frequentes da pele podem destruir as fibras elásticas, deixando a pele dos seios fina e frouxa.

7 – Hereditariedade

A hereditariedade é um dos fatores de maior impacto quando o assunto é flacidez nas mamas. Se a sua genética for favorável, é provável que os seios se mantenham mais firmes mesmo com a passagem do tempo.

No entanto, se a sua família apresentar casos de ptose mamária, pode ser que a condição apareça mesmo durante a juventude. Por isso, prevenir com bons hábitos é sempre o melhor caminho para evitar!

Quer saber mais? Preparamos um material completo sobre o assunto. Acesse Mastopexia: o guia da cirurgia para levantar os seios!