É muito comum, quando as pessoas procuram o cirurgião plástico para uma rinoplastia, elas levarem a foto de alguma celebridade e pedirem: “quero ficar assim”. No entanto, nem sempre é possível realizar o desejo desses pacientes. Afinal, o que determina a beleza de uma face é a harmonia entre os traços. Por isso, existe um nariz perfeito para cada tipo de rosto. Você sabe qual é o seu?

Se você ficou curioso para saber o que o cirurgião plástico leva em consideração ao planejar uma plástica de nariz, continue a leitura! Vamos explicar quais são os fatores que interferem na escolha do modelo ideal e por que esse cuidado é tão importante. Confira!

Plástica de nariz: em busca da harmonia dos traços

A plástica no nariz é feita por meio de uma cirurgia chamada rinoplastia. Nela, o cirurgião faz uma ou mais intervenções (aumento, redução, enxerto de cartilagem) nesse órgão para obter harmonia entre ele e os outros traços do rosto.

Portanto, é impossível que um único modelo ou formato de nariz, mesmo que seja muito comum entre os famosos, proporcione um bom resultado para pessoas completamente diferentes. Afinal, no meio de toda essa diversidade o cirurgião escolhe a opção que “combina mais” com cada paciente atendido.

Assim, para modelar o nariz perfeito para cada tipo de rosto, ele precisa levar vários fatores em consideração. Quer saber quais são eles? Descubra nos tópicos a seguir!

Nariz perfeito para cada tipo de rosto: fatores que o cirurgião analisa

Como sempre falamos aqui no blog, uma cirurgia plástica bem-sucedida começa com uma consulta ao médico especialista. Para fazer a rinoplastia, ele analisa várias características do paciente para chegar ao nariz perfeito para cada tipo de rosto. Então, alguns dos fatores avaliados são:

Gênero do paciente

A rinoplastia masculina é um pouco diferente da plástica realizada nas mulheres. Embora o procedimento seja exatamente igual, o modelo que se espera do nariz de um homem precisa ser mais “másculo”. Ou seja, esses pacientes não querem um nariz fininho e arrebitado, associado às características femininas.

Como você pode notar, os homens costumam ter um rosto mais quadrado. A testa e o queixo geralmente são mais largos. Assim, o nariz perfeito para os homens é aquele que tem o dorso nasal reto e uma proporção maior em relação à face quando comparado ao das mulheres.

Outra característica importante do nariz masculino é o ângulo. A ponta deve ter uma rotação entre 90 e 95 graus em relação aos lábios, para não deixá-lo muito arrebitado.

Etnia do paciente

Além do gênero, a questão étnica é outro aspecto importante que precisa ser avaliado para determinar o nariz perfeito para cada tipo de rosto. Como você já deve ter notado, pessoas asiáticas e de ascendência africana, por exemplo, possuem características muito peculiares.

Geralmente, essas etnias não têm um nariz naturalmente fininho e arrebitado. A ponta tende a ser redonda, as narinas mais alargadas e o dorso curto e baixo. Assim, é relativamente comum essas pessoas terem o chamado “nariz de batatinha”, ou achatado. Por isso, muitas delas se sentem incomodadas com a própria aparência ou sofreram bullying devido a esse formato.

O cirurgião tem várias opções para corrigir esses tipos de nariz. Uma delas, por exemplo, é enxertar ossos e cartilagem no dorso, deixando-o mais alto. Também é possível reduzir a largura da base e das narinas e deixar a ponta menos redonda.

Porém, isso não significa que o cirurgião deixará esses narizes fininhos e empinados. Dessa forma, o resultado final não combinaria com o conjunto formado pelo rosto. A pessoa ficaria com uma aparência extremamente artificial, que além de estranha torna a cirurgia plástica evidente. Por isso, o médico planeja a intervenção com cuidado. Então, ele ameniza esses traços, mas sem alterar completamente as características típicas daquela etnia.

Ângulos: outro fator importante para escolher o nariz perfeito para cada tipo de rosto

Além das questões de gênero e étnica, o cirurgião precisa preservar a harmonia da face. Para quem não gosta muito de Matemática, esse fator pode parecer um pouco mais complexo. No entanto, a verdade é que se trata de um tema fascinante! Existem dois ângulos muito importantes que o médico considera para planejar uma rinoplastia — o nasofrontal e o nasolabial. Eles são vistos quando a pessoa está de perfil. Veja a diferença e a proporção ideal para cada um deles:

  • Ângulo nasofrontal: estabelece a medida da região onde o nariz e a testa se encontram. O ideal é que sua medida fique entre 120 e 130 graus para o homem e 115 a 125 graus para a mulher.
  • Ângulo nasolabial: mostra a inclinação do nariz em relação aos lábios do paciente. Sua medida deve ficar entre 90 e 95 graus para o homem e 100 a 115 graus para a mulher. Assim, elas ficam com o nariz mais arrebitadinho.

Outro fator importante que o cirurgião considera é a visão da base nasal. Para entender, imagine que você está observando uma pessoa deitada. Portanto, consegue ver a frente das narinas, a sua abertura, e a ponta do nariz acima. Essa imagem deve ter um formato realmente triangular. Além disso, o ideal é que a largura da base não ultrapasse a distância entre os olhos.

Rinoplastia: o que pode ser mudado para obter o nariz perfeito para cada tipo de rosto

Agora que você já entendeu quais são os fatores que o médico leva em consideração ao planejar a rinoplastia, talvez esteja se perguntando: “afinal, o que pode ser mudado em meu nariz para garantir uma aparência melhor sem criar um resultado artificial”?

Fizemos uma lista com as principais características que podem ser alteradas. No entanto, lembre-se que quem realmente recomenda essas intervenções é o médico, e que para isso ele deve ser credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Ele propõe os procedimentos necessários de acordo com o seu caso, utilizando um planejamento individualizado e ideal para que você se sinta feliz com o resultado.

Então, vamos às características que podem ser mudadas:

  • diminuir o tamanho do nariz quando o paciente entende que ele é muito grande e o cirurgião também chega à conclusão de que realmente existe uma desproporção;
  • aumentar o nariz quando ele é muito pequeno, geralmente com enxertos de ossos e cartilagens;
  • diminuir a giba óssea (aquele calombo no dorso do nariz, que o deixa curvo);
  • projetar a ponta quando o nariz é achatado;
  • afinar um nariz muito largo.

Entendeu quais são os fatores que o cirurgião leva em conta ao planejar uma rinoplastia e modelar o nariz perfeito para cada tipo de rosto? Quer saber como o seu próprio nariz é classificado e quais são as intervenções mais comuns nesses casos?

Então, não perca tempo! Confira nosso post sobre os tipos de nariz e como o cirurgião plástico pode corrigi-los. Continue no blog e tire suas dúvidas!