Com todo o destaque que o nariz tem na face, não é nenhuma surpresa que a insatisfação com seu tamanho e formato esteja entre as principais queixas que aparecem nos consultórios de cirurgia plástica. Porém, existe um procedimento para corrigir essas imperfeições e conquistar um rosto mais harmônico. Então, se você não sabe o que é rinoplastia, fique atento a este post.

O que é rinoplastia?

Trata-se da cirurgia plástica recomendada para quem quer corrigir algumas características do nariz. Ela pode ser feita a fim de aumentar ou reduzir o tamanho, empinar a ponta, estreitar a base ou até mesmo eliminar protuberâncias (partes mais altas).

Por que recorrer a uma rinoplastia?

Agora que você já sabe o que é rinoplastia, é importante falarmos sobre as razões que levam as pessoas a fazerem essa cirurgia.

Primeiramente, é preciso destacar que cada um tem seu gosto pessoal. Portanto, o que é muito normal e até bonito para uma pessoa pode causar uma grande insatisfação em outras. Então, é importante entender que se alguém está descontente com a própria aparência, tem todo o direito de mudá-la.

Além disso, um nariz de tamanho ou formato muito diferentes tende a trazer incômodos sociais. Por isso, pessoas que têm essa característica relatam que sofreram bullying na infância e adolescência. Mesmo depois de adultas elas recebem apelidos por causa disso e, em alguns casos, são consideradas um “ponto de referência”.

Então, as pessoas têm razões muito pessoais para fazer uma rinoplastia. Mas o que importa, no final do processo, é que cada um se sinta feliz e satisfeito com a própria aparência, certo?

Quais são os principais problemas resolvidos com a rinoplastia?

Entre as principais queixas dos pacientes, a rinoplastia é utilizada para:

  • aumentar ou reduzir o tamanho do nariz;
  • mudar o formato do nariz;
  • alterar a largura das narinas e, consequentemente, da base do nariz;
  • realinhar o ângulo entre o nariz e o lábio superior, que inclusive é diferente para homens e mulheres;
  • corrigir alterações estéticas de nascença ou dano nasal.

É possível corrigir problemas de saúde com a rinoplastia?

Na verdade, o que acontece com uma certa frequência é a associação de dois procedimentos.

A primeira possibilidade é a de corrigir questões estéticas e também um problema respiratório chamado desvio de septo. Nesses casos, a parede interna que separa os dois lados do nariz (septo) apresenta algumas curvaturas.

Pacientes que têm esse problema enfrentam obstrução nasal frequente e outras dificuldades respiratórias. Em algumas pessoas, o desvio influencia até mesmo na aparência do nariz, que fica um pouco torto.

Então, o cirurgião combina os dois objetivos em uma única cirurgia, chamada rinosseptoplastia.

Outra associação possível é a da rinoplastia com a cirurgia que corrige a adenoide (carne esponjosa no nariz).

Como é feita a rinoplastia?

Em primeiro lugar, é importante que o paciente saiba que a rinoplastia não é considerada um procedimento invasivo. Embora seja uma cirurgia, ela é relativamente simples. No entanto, é considerada muito delicada e por isso precisa de um cirurgião experiente, membro certificado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Para alterar o tamanho ou o formato do nariz, o médico precisa lidar com ossinhos e cartilagens muito pequenos. É essencial que ele seja preciso em suas ações para garantir o melhor resultado possível e deixar o mínimo de cicatrizes.

Afinal, o nariz fica extremamente exposto, bem no meio do rosto. Qualquer tipo de erro ou imprecisão ficaria muito evidente e poderia constranger o paciente.

Não existe um procedimento único para a rinoplastia. Na verdade, ele depende do tipo de nariz do paciente e nas correções que o médico precisa fazer.

Portanto, se o paciente tem um nariz romano, por exemplo, o médico precisará eliminar a giba nasal. Para isso, ele removerá um pedacinho do osso que deixa essa área saltada e também algumas cartilagens.

Já se o paciente tem um nariz asiático, o procedimento é completamente diferente. O cirurgião atuará para aumentar a altura do dorso, o que exigirá um pequeno enxerto. Também é possível que ele feche um pouco as narinas com pequenas incisões e pontos e preencha a ponta com cartilagem a fim de deixá-la mais empinada.

Viu como cada caso exige uma técnica diferente? Por esse motivo, cada rinoplastia é única e o cirurgião fará uma intervenção com o objetivo de harmonizar o nariz da paciente com o restante do rosto.

Quais são as principais técnicas usadas na rinoplastia?

Basicamente, o cirurgião tem duas opções: a rinoplastia fechada e a aberta.

Rinoplastia fechada

Na rinoplastia fechada, o médico faz todas as correções sem abrir a columela, que é o tecido que separa as narinas. Nesse tipo de procedimento, o cirurgião não ergue a pele da estrutura do nariz.

Por meio de pequenas incisões no interior das narinas, ele consegue acessar o osso e a cartilagem para fazer as correções.

Trata-se de um procedimento que acelera o tempo de recuperação do paciente. O pós-operatório tende a ser mais tranquilo, com menos inchaço. Outra vantagem desta técnica é a ausência de cicatrizes visíveis.

No entanto, nem sempre o médico consegue realizar a rinoplastia fechada. Ela apresenta uma limitação de espaço, além de reduzir a visibilidade das estruturas nasais.

Rinoplastia aberta

Quando usa essa outra técnica, o médico faz algumas pequenas incisões na columela e na parte interna das narinas. Assim, ele consegue erguer cuidadosamente a pele que cobre o nariz e expõe toda a sua estrutura.

Além da excelente visualização, o médico consegue ter mais liberdade para movimentar as mãos e instrumentos para remodelar o nariz. Dessa forma, é possível realizar o procedimento com muita precisão.

Uma das desvantagens da rinoplastia aberta é a cicatriz. Contudo, ela é muito pequena e discreta. O pós-operatório também é um pouco incômodo, com um inchaço maior e mais prolongado.

No entanto, devido à sua precisão e possibilidade de gerar excelentes resultados, alguns médicos preferem essa técnica.

Quanto tempo dura a rinoplastia?

Em média, uma rinoplastia dura cerca de 3 horas. No entanto, como as cirurgias são diferentes, é possível que esse tempo seja reduzido ou estendido.

A anestesia escolhida depende de cada caso. É relativamente comum os médicos sedarem o paciente para induzi-lo ao sono e aplicarem um anestésico local. Já em outras situações, eles optam pela anestesia geral. Portanto, esse é um fator extremamente variável.

Entendeu o que é rinoplastia e como ela pode corrigir o formato ou tamanho do nariz? Ainda ficou com alguma dúvida sobre o procedimento? Deixe sua pergunta nos comentários e teremos prazer em responder!