O tempo e os hábitos são implacáveis. Quando nos damos conta, percebemos que as gordurinhas chegaram e se instalaram em lugares impróprios, onde nem as mais duras dietas ou exercícios conseguem eliminá-las. Nesse momento, muitas mulheres pensam na lipoaspiração como uma alternativa para recuperar o corpo ideal, mas ficam com dúvidas sobre essa cirurgia.

E você, já pensou em fazer uma lipo? Sabe em que casos ela é indicada, quais são os tipos de lipoaspiração e o que esperar dessa cirurgia? Então, hoje nós vamos desvendá-la neste guia.

Vamos responder às principais perguntas das mulheres que querem remodelar a silhueta para se sentirem ainda mais lindas e poderosas. Então, não perca este post e prepare-se para também descobrir essa alternativa para fazer as pazes com o espelho!

1. O que é lipoaspiração?

A lipo é a cirurgia plástica indicada para modelar o corpo. Como diz o próprio nome, ela “aspira” a gordura localizada, justamente aquelas que são difíceis de eliminar com dieta e exercícios.

Na lipo tradicional, o médico insere canos muito finos (cânulas) abaixo da pele e faz a sucção ou aspiração dessa gordura. Assim, ela desaparece imediatamente!

Porém as técnicas de lipoaspiração evoluem a cada dia. Por isso, existem muitas outras opções além das cânulas que nõs vamos não só mencionar, mas também explicar daqui a pouco.

O cirurgião plástico poderá optar entre a anestesia geral, peridural ou local assistida, conforme a região a ser tratada e características do paciente.

2. Qual é a indicação para a lipoaspiração?

A lipo é uma ótima alternativa para pessoas que estão insatisfeitas com a gordura acumulada em determinadas partes do corpo, prejudicando sua aparência.

Ainda podemos mencionar, como candidatos a uma lipoaspiração: pessoas que já passaram pelo efeito sanfona, mulheres que ficaram com sobras de gordura após a gravidez e também aquelas com predisposição ao acúmulo de gordura localizada.

Sempre é importante lembrar que a lipo não é um tratamento de obesidade. Embora espera-se que as pessoas percam peso, já que houve retirada de gordura, esse não é o foco.

O grande diferencial da lipo é sua capacidade para modelar o corpo, criando uma proporção equilibrada que torna os contornos mais bonitos e a forma totalmente harmônica.

3. Existe mais de um tipo de lipoaspiração?

Como já falamos, as técnicas de lipoaspiração evoluem a cada dia. Então, a Medicina desenvolveu vários tipos de cirurgias que não só tornaram o procedimento mais simples, com ainda criaram novas soluções para vários casos.

Conheça agora esses tipos de lipoaspiração:

3.1 Lipoescultura

Esse tipo de lipo é fantástica para remodelar o corpo do paciente. Ela retira a gordura de áreas com excesso e a recoloca no paciente, em regiões nas quais se deseja obter maior volume, como glúteo e quadril.

3.2 Vibrolipoaspiração ou vibrolipo

Com o intuito de facilitar a penetração no tecido gorduroso, as cânulas são inseridas por meio de um aparelho vibratório. A partir daí, elas fazem a aspiração dessas células.

3.3 Lipo a laser ou laserlipo

A ideia de algumas novas técnicas é aliar o poder de diferentes ferramentas. Esse é o caso da lipo a laser, que usa o feixe de laser juntamente com a cânula, para facilitar a quebra das células de gordura.

3.4 Lipo light ou minilipo

Usa exatamente o mesmo procedimento da lipo tradicional. A única diferença é que, nesses casos, o paciente precisa aspirar um volume bem menor de gordura.

3.5 Hidrolipo

Trata-se de um procedimento mais simples, em que as células de gordura são rompidas através da injeção de soro fisiológico no corpo. Recomendada para pessoas com pouca gordura localizada.

3.6 Lipo Ultrassônica

Assim como a lipo a laser, a ultrassônica é a união de duas forças contra a gordura. Ao mesmo tempo que a cânula aspira, um aparelho aplica ondas de ultrassom com o intuito de facilitar a quebra das células de gordura.

3.7 Slim Lipo

Através de um feixe de laser na ponta da cânula, a gordura é eliminada e retrai a pele, evitando ondulações.

3.8 Lipo Tumescente

Talvez esta seja a técnica menos conhecida pelos pacientes. Nesses casos, a gordura é colocada em contato com um líquido externo, seja ele um anestésico ou até o soro fisiológico para ser eliminada.

4. Em que regiões do corpo é possível fazer uma lipoaspiração?

Apesar de as pessoas pensarem na lipo como uma solução para retirar a gordura do abdômen, ela não soluciona o problema apenas nessa área, mas em outras regiões do corpo. Veja quais são:

Abdômen e cintura

Sim, a lipo é capaz de eliminar gordura abdominal, assim como aqueles terríveis flancos — pneuzinhos laterais que aparecem acima do ponto em que a calça pressiona.

Assim, a paciente não só fica com a cintura fina e delineada, mas também se livra daquela barriguinha que forma uma pochete. Isso é possível desde que esse volume seja formado por gordura, e não excesso de pele.

Costas

As costas também estão entre as regiões mais apropriadas para a lipoaspiração. A cirurgia deixa essa área bem contornada, além de retirar aquelas gordurinhas que saltam quando apertadas pelo sutiã.

Dorso

O dorso é a região das costas que fica na parte mais baixa, justamente na altura da cintura ou dos flancos, que já falamos no tópico anterior.

Quando existe um acúmulo de gordura localizada nessa região, aparecem dobrinhas ou pneus que incomodam as mulheres e que podem ser retirados na lipoaspiração.

Pernas – Coxas e Culotes

Entre as formas que mais incomodam as mulheres, estão os culotes. Esse acúmulo de gordura lateral na região das coxas e quadril pode ser retirado com a lipo, assim como o excesso de gordura da parte interna da coxa e mesmo a parte da frente dos joelhos. Sinal verde para aquela saia mais curtinha!

Braços

A lipoaspiração na região dos braços é a responsável por acabar com dois problemas muito incômodos.

O primeiro é o acúmulo de gordura que faz qualquer pessoa temer o momento do tchauzinho. Mesmo quem faz muito exercício sabe o quanto é difícil perder medidas nessa região.

Da mesma forma, a lipo resolve outro problema que causa muitas queixas: a mama axilar. Trata-se daquela dobrinha de gordura que aparece na lateral do sutiã e que pode estragar o visual de uma blusa ou vestido cavados.

Papada

Finalmente, não poderíamos nos esquecer da papada. O acúmulo de gordura abaixo do queixo incomoda muitas pessoas, que chegam a ficar com a sensação de um “duplo queixo”.

5. Como é feita a incisão para a lipoaspiração?

Como você pode ver,  a lipoaspiração tem a solução para uma série de problemas estéticos.

Mas talvez você esteja pensando em como são as incisões desse tipo de cirurgia. Então, vamos à explicação!

Para fazer a lipo, o cirurgião fará uma pequena incisão, de menos de 1 cm. É a partir desse local que ele retirará a gordura aspirada durante o procedimento.

Ali, ele insere um equipamento conhecido como agulha de Klein, a fim de inserir uma solução salina na região que será aspirada.

Assim que ele termina de infiltrar a solução salina, a agulha de Klein é trocada por uma cânula aspirativa. Portanto, é esse equipamento que vai penetrar até a camada mais profundas de gordura.

À medida que o cirurgião realiza movimentos com a cânula para frente e para trás, a gordura vai se descolando da pele. Logo que se solta, ela é aspirada pelo aparelho de sucção e retirada do corpo.

Portanto, diferentemente de outras cirurgias, a incisão da lipo é realmente pequena. Embora o cirurgião plástico realize um trabalho em uma área extensa do corpo, a “porta de saída” é muito pequena, deixando uma cicatriz imperceptível e escondida sob o biquíni, umbigo etc.

6. Como se preparar para a lipoaspiração?

Antes de realizar uma lipo, você vai precisar passar por um processo pré-operatório. Ele é muito simples, mas exige atenção aos cuidados. Veja quais são eles:

6.1 Exames necessários

Após a consulta, uma boa conversa e a avaliação clínica, o médico vai pedir exames para avaliar seu estado geral de saúde.

Geralmente, os exames solicitados são:

  • hemograma completo;
  • coagulograma;
  • ureia;
  • creatinina;
  • glicemia;
  • raio X de tórax;
  • eletrocardiograma (ECG) e
  • avaliação do risco cirúrgico.

Se a paciente for uma mulher, também é comum pedir um teste de gravidez.  Além disso, o médico pode solicitar outros exames de acordo com seu histórico de saúde, que deve ter sido relatado na consulta.

6.2 Cuidados com a saúde

Além dos exames, o médico vai orientar você a tomar alguns cuidados diários para ajudá-la a ter um melhor resultado. Então, veja quais são os principais:

Primeiramente, é altamente recomendado que o paciente tenha uma dieta equilibrada e pratique exercícios, mesmo antes da cirurgia.

Ainda bem antes da cirurgia, alguns medicamentos devem ser suspensos porque dificultam a coagulação do sangue e, portanto, facilitam o ocorrência de hemorragias.  Por isso, converse com seu médico e relate todos os remédios que toma.

Também por esse motivo, por pelo menos 30 dias antes da cirurgia o paciente não deve tomar qualquer remédio sem receita médica e sem conversar com seu cirurgião. Da mesma forma, é melhor evitar as bebidas alcoólicas.

Para ter uma cirurgia tranquila e uma recuperação e cicatrização rápidas, é fundamental que o paciente pare de fumar com pelo menos 2 meses de antecedência.

Talvez o médico recomende que você inicie sessões de drenagem linfática antes da cirurgia, com a finalidade de desintoxicar o organismo e ativar a circulação. No entanto, não são todos os casos que exigem esse cuidado prévio.

No dia da cirurgia, o paciente deve chegar ao centro cirúrgico depois de respeitar um período de jejum entre 8 e 12 horas. Uma boa noite de sono também é importante.

7. Pós-operatório

Depois de todo esse processo e da cirurgia, é muito importante seguir direitinho as orientações para o pós-operatório. Elas vão garantir não só uma recuperação rápida, mas principalmente o resultado desejado: um corpo lindo e bem modelado!

Então, descubra quais são esses cuidados:

7.1 Cuidados no dia-a-dia

Depois da lipo, é muito importante que o paciente tome bastante água. A quantidade recomendada é de no mínimo 2,5 litros ao dia. As bebidas alcoólicas devem ser evitadas ainda por 14 dias para acelerar a redução do inchaço.

7.2 Cuidados com a cicatriz

Como já vimos, a cicatriz externa da lipo é muito pequena. Então, ela não exige grandes cuidados ou curativos. Realmente, só é preciso seguir as orientações do médico quanto à higiene e aguardar a cicatrização.

7.3 Acessórios

O paciente precisa usar uma malha cirúrgica por um período que varia entre 45 e 90 após a lipoaspiração. Para que não haja qualquer equívoco, o médico vai orientá-lo quanto à compra desse assessório e até o tamanho apropriado.

Essa cinta é muito importante: ela tem uma função modeladora, reduz o inchaço da região aspirada e ainda mantem a área imóvel, fazendo com que a pele e o corpo se adaptem à nofa forma.

Logo depois da cirurgia, ela deve ser retirada apenas para tomar banho. Depois que o médico dispensar o uso diurno, o paciente deve continuar usando para dormir.

7.4 Curativos e higiene

Como não existem grandes incisões externas, não existe uma grande preocupação com os curativos ou sua higienização. No entanto, é preciso seguir as orientações do médico quanto à retirada da malha cirúrgica.

7.5 Recuperação

A recuperação da lipo é relativamente rápida, dependendo da área aspirada. Pacientes que aspiram áreas pequenas podem ter alta até no mesmo dia, enquanto aqueles que aspiram regiões maiores ficam em média 24 horas no hospital.

Já em casa, a recuperação também é tranquila. Assim como no hospital, o ritmo também vai depender da extensão da região aspirada.

Porém, no caso dessa cirurgia específica, é fundamental que o paciente use um aliado importante para a recuperação: a drenagem linfática.

Ela não apenas reduz o inchaço, mas também previne o acúmulo de líquidos e até mesmo o surgimento de irregularidades, como fibromas.

A primeira sessão de drenagem deve acontecer até 24h após a cirurgia. A maioria dos pacientes precisa fazer, em média, entre 10 e 20 sessões.

7.6 Repouso

Apesar de os grandes esforços estarem proibidos, o paciente não deve ficar deitado o tempo todo. É recomendável que ele se levante e caminhe dentro de casa, estimulando a circulação. Mas lembre-se: faça apenas essas atividades muio leves.

7.7 Medicação necessária

Para aliviar o desconforto o médico prescreve analgésicos. É importante tomá-los de acordo com a dose e os intervalos receitados para ter uma recuperação tranquila.

7.8 Tabagismo

O ideal é permanecer sem fumar por um mês após a cirurgia. Assim, você evita qualquer tipo de complicação causada pelo cigarro, como problemas circulatórios, baixa oxigenação dos tecidos e dificuldades de cicatrização.

7.9 Posição para dormir

A posição ideal para dormir vai depender da região que foi aspirada. Quem fez uma lipoaspiração no abdômen, flancos, coxas ou braços, por exemplos, deve dormir de barriga para cima.

Já se o alvo da lipo foram as gordurinhas das costas ou do bumbum, o certo é dormir de bruços para evitar comprimir a área.

De qualquer forma, o menos indicado para quem fez um procedimento estético é dormir de lado. Foque no seu objetivo e tome todo o cuidado para dormir na posição que seu médico indicar por pelo menos 30 dias. Para ajudá-lo, use travesseiros e apoios.

7.10 Retorno às atividades

Muitos pacientes consegue retomar as atividades do trabalho em torno de cinco a sete dias depois da lipoaspiração. No entanto, isso só pode acontecer se o trabalho não exigir esforço físico.

Porém, se a lipoaspiração foi feita em uma área muito extensa, esse retorno às atividades precisa ser adiado. Nesses casos, o repouso pode ser de 2 a 4 semanas, de acordo com a orientação médica.

Esse mesmo período é o recomendado para atividades físicas e o retorno a elas deve ser gradual. Primeiro, o médico libera o paciente para caminhadas leves, de no máximo 2 quilômetros.

8. Existem adversos da lipoaspiração?

Para garantir uma cirurgia tranquila, o médico vai respeitar algumas questões importantes. Ele só pode tirar, no procedimento, até 7% do volume total de gordura corpórea.

Desde que seja feita seguindo esses critérios, a cirurgia tem pouquíssimos riscos ou efeitos adversos. No entanto, sentir desconforto, inchaço e um pouco de dor é normal em qualquer pós-operatório, assim como a presença de hematomas.

Em casos mais raros, podem acontecer infecções ou perfuração de órgãos. Entretanto, esse tipo de situação dificilmente acontece quando o paciente procura um cirurgião experiência e certificado em Cirurgia Plástica, como vamos comentar mais à frente.

9. Quais são os resultados de antes e depois da lipoaspiração?

Apesar de muitas pessoas ficarem curiosas e desejarem ver esse tipo de comparação, a publicação desse tipo de fotos é proibida pelo Conselho Federal de Medicina.

Em primeiro lugar, elas podem criar expectativas falsas, já que cada corpo é diferente e pode reagir a um procedimento médico de formas totalmente distintas.

Mas você pode encontrar fotos como essas publicadas por pessoas que fizeram esses procedimentos e ficaram satisfeitas (ou não!). Portanto, tente não se influenciar tanto por elas e conversar bastante com o seu médico sobre os resultados que é possível alcançar no seu caso.

10. Qual é o profissional que pode fazer a lipoaspiração?

A lipoaspiração só pode ser feita pelo médico especializado em cirurgia plástica. Ou seja, outros cirurgiões não estão habilitados a realizar esse tipo de procedimento.

Para que você tenha certeza de que um médico é devidamente certificado, existe uma ferramenta muito simples: o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Lá, você pode fazer uma busca usando o nome do cirurgião ou pelo estado de atuação. Se ele não aparecer ali, para sua segurança, busque outra opção!

11. O que devo verificar antes da cirurgia?

A lipoaspiração sempre deve ser feita em um Centro Cirúrgico. Por isso, não se engane com propostas que oferecem preços mais baixos, mas deixam de oferecer a estrutura de um hospital.

Apenas em um hospital completo você terá todos os equipamentos e recursos necessários para o cuidado com a sua saúde. Não se arrisque!

12. Qual é o valor de uma lipoaspiração?

Como você pode ver, há muitos tipos de lipoaspiração. Portanto, seus valores também são completamente diferentes.

Além disso, os médicos e clínicas são proibidos pelo Conselho Federal de Medicina a divulgar os preços das cirurgias. Eles entendem que cada caso precisa ser avaliado individualmente, com todo o cuidado, durante a consulta.

Agora você já tem todas as informações necessárias para começar a se programar para sua lipoaspiração e se livrar das gordurinhas localizadas. Quer acompanhar outras novidades sobre esse assunto? Então, não perca tempo! Siga nossa página no Facebook e acompanhe todas as nossas publicações!