Lipoaspiração, abdominoplastia, mamoplastia, rinoplastia, otoplastia, ritidoplastia, gluteoplastia, ginecomastia… ufa! São tantos os procedimentos (e olha que não citamos nem metade…) que fica difícil saber tudo sobre todos. Por isso selecionamos nesse post 4 mitos sobre cirurgia plástica para quem está buscando mais informações sobre o assunto. Ficou curioso? Vamos lá!

1 – Cirurgia plástica emagrece.

Mito. Seja lipoaspiração, abdominoplastia, ou outro procedimento não tem a finalidade de emagrecimento, nem deve ser substituto de um acompanhamento nutricional e rotina de exercícios físicos. O que acontece, por exemplo, no caso da abdominoplastia é que ao eliminar a pele excedente, a impressão que se tem é de emagrecimento. No caso da lipoaspiração, o volume de gordura a ser aspirado não pode ultrapassar 7% do peso corporal do paciente.

2 – Lipoaspiração elimina a celulite.

Mito. Quando a pele é flácida, uma lipoaspiração pode deixar a celulite em um grau ainda mais aparente. O ideal é realizar procedimentos estéticos que minimizem a aparência de “casca de laranja”.

3 – Mulheres podem realizar uma cirurgia plástica logo após o parto.

Mito. O ideal é esperar 5 meses após o parto e 3 meses após o fim da amamentação, ou seja, no mínimo 9 meses após o parto. Lembramos que a amamentação é um momento importante tanto para a mãe quanto para a criança, por isso, não deixe de amamentar, nem finalize precocemente essa fase.

4 – Cirurgia plástica dura para sempre.

Mito. Após uma cirurgia plástica o corpo continua exposto à ação do tempo, das características genéticas, ao ambiente e aos hábitos, é claro. Por isso, você precisa se cuidar para prolongar o resultado de uma cirurgia plástica.