Fale Conosco Pelo Whatsapp

Olhar no espelho e finalmente se ver livre daquela gordurinha localizada é o sonho de muitas pessoas que chegam aos consultórios de cirurgia plástica. Felizmente, há procedimentos que resolvem esse problema. Porém, para que eles tenham um resultado satisfatório, é fundamental respeitar os cuidados pós-operatórios, o que exige o uso da cinta cirúrgica para lipoaspiração.

Então, se você planeja fazer essa cirurgia, fique atento ao post! Vamos explicar por que este acessório é tão importante no período de recuperação e quais os benefícios que ele garante aos pacientes. Confira!

O que é a cinta compressora para lipoaspiração?

Trata-se de uma malha elástica que deve ser utilizada na área lipoaspirada durante o período pós-operatório. Ela pode ter tamanhos e formas variadas, de acordo com a região para a qual é recomendada e mesmo do volume corporal dos pacientes.

A escolha do tipo de cinta compressora não depende da preferência do paciente. Assim, o médico é quem avalia as necessidades que essa pessoa apresentará no pós-operatório e indica a melhor opção para atingir o resultado desejado com o procedimento.

Além de determinar qual é o melhor modelo para o paciente, o médico também indica o tamanho apropriado. Afinal, a cinta não deve ficar desconfortável e precisa exercer uma pressão suave. Assim, ela mantém a região comprimida, mas sem prejudicar a circulação do sangue ou causar danos à pele e aos tecidos afetados.

Porém, a cinta também não pode ficar frouxa. Dessa forma, ela não conseguiria cumprir suas funções. Por isso, é comum o médico solicitar que ela seja ajustada depois de 21 dias, fazendo com que ela se acomode perfeitamente às novas medidas do corpo, agora menos inchado.

Qual é a função da malha cirúrgica?

Durante a lipoaspiração, o cirurgião elimina a gordura localizada entre a pele e os músculos do paciente. A reação natural do organismo é reagir a essa lesão (embora controlada) com o acúmulo de líquidos no meio dos dois tecidos.

Por isso, é perfeitamente normal a região do corpo operada apresentar inchaço. No entanto, a cinta cirúrgica tem a função de comprimir a área, evitando o acúmulo de líquidos. Além disso, ela faz com que a pele se acomode ao tecido muscular, acomodando-se ao novo contorno corporal.

Outra vantagem do uso da cinta é a proteção da área e a sensação de conforto. A compressão mantém os tecidos estabilizados e firmes. Assim, ocorre uma redução no incômodo que o paciente poderia sentir ao realizar determinados movimentos.

Qual é o período ideal de uso da cinta após a lipoaspiração?

Depois da cirurgia, a maioria dos pacientes precisa usar a cinta por cerca de seis semanas. A peça deve ser utilizada o tempo inteiro. Portanto, só pode ser retirada no momento do banho e colocada logo em seguida.

No entanto, é possível que o cirurgião recomende prolongar o uso da cinta por meses e, em raríssimos casos, por até um ano. Para tomar essa decisão, ele avalia fatores como a cicatrização, acomodação da pele e ocorrência de flacidez.

Entendeu qual é a função da cinta cirúrgica para lipoaspiração? Descobriu a importância desse acessório no período de recuperação? Quer saber mais sobre o assunto? Siga-nos no Facebook e Instagram e acompanhe nossas publicações!

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Caso queira que entremos em contato com você, é só preencher o formulário abaixo !

(Preencha, envie e aguarde a confirmação)

Quer saber mais ? Confira todos os posts do nosso blog sobre Lipoaspiração.