Sexo é vida! Essa prática inunda corpo e mente com hormônios e neurotransmissores que produzem um imenso prazer e sensação de bem-estar, além de contribuir para o vínculo e a cumplicidade entre parceiros. No entanto, no pós-operatório de uma cirurgia plástica é fundamental que o médico recomende a suspensão temporária da atividade sexual.

Quer entender qual é a razão para essa restrição e quando o paciente pode retomar a vida sexual?

É sobre isso que vamos falar neste post. Então, se você planeja realizar esse procedimento cirúrgico em breve, saiba qual é o momento de abstinência recomendado para os principais procedimentos. Acompanhe!

Qual é a importância dos cuidados com o pós-operatório para a recuperação?

O sucesso de uma cirurgia plástica não depende apenas da competência do cirurgião. Os cuidados no período pós-operatório são fundamentais para uma boa recuperação e resultado estético impecável.

Pois, a aparência final das áreas operadas depende do processo de cicatrização, entre outros fatores.

Por essas razões, é essencial tomar cuidado com o período pós-operatório. Atitudes como fazer esforço desnecessário ou intenso, realizar movimentos bruscos e amplos ou manipular e pressionar a área da cirurgia podem comprometer o resultado.

Essas ações, mesmo que aparentemente simples, podem causar o rompimento de pontos e problemas de cicatrização. Outras vezes, elas são responsáveis pelo deslocamento de próteses ou sangramentos, e assim por diante. Assim, é essencial seguir as recomendações do médico à risca.

Um dos cuidados comuns ao pós-operatório é a recomendação de suspender a atividade sexual temporariamente. O período varia de acordo com o procedimento realizado, porém trata-se de uma restrição muito importante.

Por que suspender a atividade sexual no pós-operatório?

Assim como as atividades físicas, o sexo é uma atividade vigorosa que mobiliza toda a musculatura corporal. A prova disso é a forma como ele aquece nosso corpo durante a relação, chegando a produzir suor. Além disso, o ato normalmente envolve a  movimentação do tronco e membros (braços, pernas), pressão sobre diversas áreas e a manipulação de outras.

No pós-operatório, esse tipo de atividade pode causar vários problemas.

A movimentação tende a forçar as áreas do corte, causando outras complicações como o rompimento dos pontos. Também existe a possibilidade de sangramentos.

Em alguns casos, o paciente precisa fazer uma nova cirurgia. Então, você deve estar atenta para evitar esses problemas e respeitar a indicação dos dias em repouso absoluto após a cirurgia.

A restrição a atividades intensas ajuda a melhorar a recuperação do corpo. Até mesmo ações muito mais leves que o sexo, como uma simples caminhada na esteira, são recomendadas apenas depois de um mês. Por isso, é muito importante tomar cuidado por pelo menos três semanas. Alguns médicos estabelecem 20 dias, que é um período equivalente.

Contudo, esse período de três semanas não é um padrão. Procedimentos mais complexos podem exigir uma restrição de tempo ainda maior, que pode chegar a dois meses. Então, é importante ficar atento a essas diferenças e sempre conversar com seu médico para pedir orientações.

Qual é o tempo para voltar à vida sexual?

O tempo de retorno à vida sexual depende de dois fatores: a complexidade da cirurgia e a recuperação do paciente. Por essa razão, mesmo que exista uma média para essa retomada, seu médico pode orientá-lo a esperar um pouquinho mais.

Porém, fizemos uma seleção das principais cirurgias plásticas e o tempo recomendado para a retomada da vida sexual:

Mamoplastia

Essa é a cirurgia usada para colocar prótese de silicone (mamoplastia de aumento) ou reduzir as mamas (mamoplastia redutora). Como você pode imaginar, as pacientes ficam ansiosas para retomar a vida sexual, já que se sentem muito mais sensuais e poderosas, especialmente depois de turbinarem os seios!

No entanto, os médicos recomendam a suspensão da atividade sexual por pelo menos 15 dias. Depois desse período, é preciso realizar esse ato com delicadeza e sem manipular as mamas. Isso evita que a cicatrização, ainda na fase inicial, seja prejudicada.

A partir de um período que varia entre 6 e 8 semanas, os seios podem ser manipulados livremente. Vale a pena destacar que os mamilos podem ter alterações de sensibilidade temporárias quando a incisão periareolar foi utilizada. A tendência é que tudo volte ao normal depois de algum tempo.

Mastopexia

No pós-operatório do lifting (levantamento) de mamas, também chamado de mastopexia, os médicos recomendam evitar relações sexuais por 4 semanas. Valem ainda as mesmas regras da mamoplastia para a manipulação dos seios e quanto à sensibilidade dos mamilos.

Lipoaspiração

O tempo de retorno da lipoaspiração é muito variável. Afinal, é possível aspirar apenas pequenas áreas ou fazer cirurgias bem maiores. Por isso, é difícil estabelecer um tempo mínimo.

Alguns médicos afirmam que, nas lipoaspirações de áreas pequenas, a atividade sexual pode ser liberada cindo dias depois da cirurgia. No entanto, ainda nesses casos é preciso ter moderação.

Para áreas maiores, é importante seguir as recomendações do médico. Ele levará sua recuperação em consideração, bem como as dores ou desconforto sentidos pelo paciente.

Abdominoplastia e prótese no bumbum

Para essas duas cirurgias, a orientação é não ter relações sexuais durante um mês. Esse é o mesmo período recomendado para as mulheres que fizeram ninfoplastia, o procedimento que reduz os pequenos lábios, na região íntima.

Essas são algumas das cirurgias plásticas mais comuns. Entretanto, caso seu procedimento não esteja nessa lista, busque orientação do cirurgião.

Cuidados gerais

Alguns cuidados são importantes para todos os pacientes que fizeram qualquer tipo de cirurgia plástica:

  • Na retomada da vida sexual, abuse da gentileza! Evite movimentos bruscos ou a pressão sobre qualquer área do corpo.
  • Caso sinta alguma dor, pare a relação. Converse com o médico sobre as possíveis causas desse desconforto e, se necessário, espere mais um pouco.
  • A boca do ser humano contém muitas bactérias. Então, ela e a língua devem permanecer afastadas das áreas operadas e incisões para evitar infecções.
  • O ritmo de recuperação de uma cirurgia é variável. Alguns pacientes demoram o tempo padrão, enquanto outros precisam de um período maior para estarem em boas condições e voltarem à vida sexual.
  • Caso você tenha feito uma segunda cirurgia, é recomendável esperar o dobro do tempo antes de retomar a vida sexual.

Por que vale a pena esperar para retomar a vida sexual

Nada menos que 95% das pacientes que fizeram cirurgias plásticas relatam que sua autoimagem corporal melhorou depois do procedimento. Sabe qual é o resultado disso? Um aumento de até 80% na satisfação com a vida sexual e de 50% na capacidade de atingir orgasmos!

Sem dúvida, a cirurgia plástica ajuda homens e mulheres a se sentirem mais confiantes e desejados. Assim, eles têm um aumento significativo na qualidade de vida, inclusive no que diz respeito ao sexo.

Portanto, não vale a pena ter pressa ou arriscar seus resultados e recuperação. Espere o tempo recomendado para retomar a vida sexual e prepare-se para desfrutar desses momentos com muito mais prazer!

E agora, tirou suas dúvidas sobre a retomada da vida sexual no período pós-operatório? Gostou do post? Acha que seus amigos também têm essa curiosidade? Então, que tal compartilhar o artigo com eles nas suas redes sociais ou, se você for muito tímido, mandar o link pelo WhatsApp? Envie agora mesmo!