Fale Conosco Pelo Whatsapp
Avalie Este Post:

Como é possível uma pessoa querer diminuir o volume dos seios e ao mesmo tempo colocar uma prótese?

Essa ideia parece contraditória para você? E se nós dissermos que hoje em dia muitos médicos indicam a mamoplastia redutora com silicone para várias de suas pacientes?

Se até agora você não entendeu bem como isso funciona, nós vamos explicar!

Neste post, vamos contar em que situações a combinação entre esses dois procedimentos é justamente o que a paciente precisa para conquistar o resultado desejado. Confira!

Quando a mamoplastia redutora com silicone é indicada?

A mamoplastia redutora é uma das principais cirurgias plásticas dos seios. Geralmente, as pessoas conhecem mais o procedimento para colocar silicone e a intervenção para reduzir o volume.

Assim, quando se fala em mamoplastia redutora, automaticamente se pensa na retirada de pele, gordura e tecido mamário para deixar os seios menores e bem modelados.

Porém, na cirurgia plástica nem sempre tudo é tão simples. As pacientes são únicas, e suas necessidades também são especiais. Portanto, existem situações específicas que requerem a combinação de técnicas diferentes e, aparentemente, contraditórias, mas que fazem sentido para alcançar o resultado pretendido pelo médico e pela paciente.

Algumas pacientes que chegam à clínica têm as seguintes queixas: mamas caídas depois da amamentação, flacidez acentuada após uma grande perda de peso, seios excessivamente grandes e deformidade das mamas. Então, elas precisam reduzir o excesso de pele e gordura dos seios, o que exige a realização da mamoplastia redutora.

No entanto, em muitos casos o tecido mamário que sobra após a retirada desses excessos não é suficiente. Ele pode não ter volume ou densidade para formar um seio preenchido, bem modelado e firme. Nessas situações, o médico recomenda a colocação de uma prótese de silicone para deixá-los bonitos e proporcionais.

Qual é o resultado da mamoplastia redutora com silicone?

Depois dessa cirurgia, a mulher pode dar adeus à flacidez nos seios. Ela ficará com a pele esticadinha, a mama bem preenchida e com um posicionamento adequado. Portanto, a mamoplastia redutora com silicone soluciona os seios caídos.

Além disso, outro resultado da mamoplastia redutora com prótese é a harmonia corporal. Com a prótese, o médico consegue deixar a mulher com o volume ideal nos seios, considerando a proporcionalidade com outras medidas como a altura, largura do tronco, o biotipo e assim por diante.

Como fazer a mamoplastia redutora com silicone?

Na verdade, é o cirurgião quem analisa o caso de cada paciente e propõe o uso ou não de próteses. Ele considera diversos fatores, como a densidade da mama e as expectativas da mulher para planejar o procedimento e conseguir o melhor resultado possível.

A principal diferença é que, na mamoplastia sem prótese, o médico consegue modelar as mamas e obter um bom resultado apenas com os tecidos do próprio corpo. Então, quando isso não é possível, ele recorre às próteses para completar o volume e deixar os seios perfeitos!

Gostou do post? Quer saber mais sobre as cirurgias plásticas para as mamas?

Siga nossas páginas no Facebook e Instagram para acompanhar as publicações e obter mais informações!

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Caso queira que entremos em contato com você, é só preencher o formulário abaixo !

(Preencha, envie e aguarde a confirmação)